Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Oficina de Engajamento do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte elegerá representantes da Sociedade Civil do município para acompanhar as atividades

Será realizada, na próxima sexta-feira, 27 de julho, às 14h, no Auditório da Associação Comercial e Empresarial de Ibiporã - ACEIBI, a 1ª Oficina de Engajamento do Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte, projeto do Governo do Estado do Paraná que vai traçar diretrizes e definir ações estratégicas integradas para a organização, desenvolvimento sustentável e consolidação de uma ampla região composta pelas regiões metropolitanas dos municípios de Londrina, Maringá e Apucarana. Os servidores da Secretaria Municipal de Planejamento de Ibiporã participarão do evento.

Nesta oficina de engajamento, serão eleitos representantes da Sociedade Civil de Ibiporã, que formarão a equipe de acompanhamento para participar das demais etapas do plano, com sugestões sobre os principais problemas e potencialidades de cada um dos 15 municípios envolvidos no plano. As oficinas de engajamento são abertas ao público e todos os cidadãos poderão participar.

O Plano de Desenvolvimento Regional Sustentável da Metrópole Paraná Norte é um projeto do Governo do Estado do Paraná com apoio do Banco Mundial que vai criar um grande corredor de desenvolvimento unificado e sustentável unindo as cidades de Arapongas, Rolândia, Cambé, Londrina, Ibiporã, Jataizinho, Apucarana, Paiçandu, Maringá, Sarandi, Marialva, Mandaguari, Jandaia do Sul, Cambira e Mandaguaçu. Ao todo, os 15 municípios concentram, em uma área de 6.225 km², 1,5 milhão de habitantes e um PIB de R$ 35 bilhões.

O lançamento do projeto foi no Paranagi, município de Sertaneja, na Estância Punta Del Este, e as oficinas aconteceram na Ilha do Sol.

Com esta ação o Estado estará levantando os potenciais, deficiência e demandas da região e com isso promover o desenvolvimento da região.

Segundo o secretário Municipal de Planejamento de Ibiporã, José Roberto de Oliveira, a participação da sociedade é de grande valia. “É uma oportunidade de troca de conhecimentos e interação quanto ao que a região oferece no tocante à infraestrutura, belezas naturais, equipamentos e o seu potencial turístico e de desenvolvimento”, afirmou.

O secretário também acrescentou que a pasta proporá o retorno da ZT. “Em breve estaremos fazendo a revisão do Plano Diretor e estaremos propondo a volta da Zona de Interesse Turístico (ZT), para o zoneamento do município de Ibiporã, com arranjo em grandes áreas para equipamentos turísticos e de lazer, impulsionado assim toda a região”, concluiu Oliveira.

NC/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios