Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Unidade móvel de atenção à violência contra as mulheres estacionou na Praça Pio XII na segunda-feira (26) para prestar atendimento e divulgar serviços

Ibiporã recebeu pela primeira vez na segunda-feira (26) o “Ônibus Lilás” – unidade móvel de atenção à violência contra as mulheres, da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social (SEDS). O evento aconteceu em parceria com a Prefeitura Municipal de Ibiporã, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, e apoio das secretarias de Cultura e Turismo, Esportes, Recreação e Lazer (Serla), Saúde e Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae).

Durante a ação, realizada na Praça Pio XII, foram divulgados os serviços referentes ao enfrentamento à violência contra a mulher, atendimento jurídico e psicossocial, aferição de pressão arterial, teste rápido para detecção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), além de aula de alongamento e ritmos e exposição e venda de artesanatos do Centro de Artesanato de Ibiporã.

Atualmente, uma unidade móvel fica em Curitiba e a outra percorre o Estado, indo às áreas mais distantes, como assentamentos, aldeias indígenas, comunidades rurais e quilombolas. As unidades são preparadas e equipadas para atendimento em espaço individual e sigiloso.

De acordo com a chefe do escritório regional de Londrina da SEDS, Deise Tokano, essa foi uma oportunidade de divulgar os direitos da mulher e enfrentar situações de violência. “O ônibus integra e amplia a oferta de serviços públicos que já existem nos municípios, fortalecendo e garantindo a proteção dessas mulheres”, ressaltou Deise. A representante da SEDS acrescenta que desde foi lançado, em 2015, o projeto já atendeu mais de 10 mil mulheres. “Muitas vezes as vítimas não conseguem enxergar que o que está acontecendo com ela é uma violação de direitos. Por isso é importante conscientizá-las para que fiquem atentas às situações”, enfatizou Deise.

Segundo o prefeito João Coloniezi, o “Ônibus Lilás” é uma excelente estratégia para chamar a atenção para os serviços ofertados às mulheres no Município. “Muitas vezes a vítima sente-se sozinha e não tem coragem para buscar ajuda. Ibiporã conta com um serviço especializado para acolher e orientar vítimas de violência. Somente a coragem da denúncia e da busca por ajuda protegerá as mulheres em situação de violência de futuras agressões”, defendeu o prefeito.

Atendimento às vítimas de violência doméstica em Ibiporã

A Prefeitura Municipal de Ibiporã, através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), oferta atendimento psicossocial às mulheres em situação de violência doméstica. Esta violência pode acontecer das seguintes formas: violência física, sexual, psicológica, moral e patrimonial. Há a possibilidade de atendimentos individuais ou em grupos, bem como a realização de encaminhamentos para a Defensoria Pública quando necessário.

Os atendimentos podem ser requisitados pelas vítimas ou pelas demais políticas intersetoriais e outros equipamentos da rede de serviços. “Hoje o Creas de Ibiporã conta com psicóloga, assistente social e um assessor jurídico para que a vítima possa receber todo o serviço necessário para romper o ciclo de violência”, explicou a secretária de Assistência Social, Lívia Suguihiro.

De acordo com dados da Secretaria de Assistência Social, atualmente 19 mulheres vítimas de violência doméstica estão em atendimento no CREAS.

Em situações de violência doméstica, LIGUE:

180 - Central de Atendimento a Mulher

181 - Disque denúncia paranaense

190 – Polícia Militar

197 – Polícia Civil

CREAS em Ibiporã – Rua José Bonifácio, 870 (próximo ao Carecão). Telefone: 3178-0211. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

NC/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios