Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

População vulnerável economicamente de Ibiporã e Jataizinho terá acesso a prestação jurisdicional, emissão de documentos e casamento coletivo nos dias 26 e 27 de maio

Representantes das Prefeituras Municipais de Ibiporã e Jataizinho realizaram na tarde da última quinta feira (09), no Centro Tecnológico do Trabalhador de Ibiporã (CTTI), uma primeira reunião com funcionárias do Sesc Londrina para discutir a realização de mais um etapa do programa "Justiça no Bairro Sesc Cidadão" nos dias 26 e 27 de maio, em Ibiporã.

O evento, de cunho social, está voltado à população vulnerável economicamente, proporcionando a conciliação por meio de audiências prévias em várias áreas do direito (Divórcio, Alimentos, Guarda e Responsabilidade, Reconhecimento de Paternidade e de Maternidade, Reconhecimento de União Estável ou Dissolução, DNA, Retificação de Registro Civil, Interdição), possibilitando com a presença das partes envolvidas a imediata solução para moradores de Ibiporã e Jataizinho. No dia 26 de maio, completando a programação do evento, acontecerá um casamento civil coletivo, em local e horário a serem definidos.

Servidoras da secretaria de Assistência Social de Ibiporã e da Prefeitura de Jataizinho foram capacitadas para a realização das inscrições para o casamento civil coletivo. A previsão é que 60 casais de cada município participem da cerimônia. Na próxima quinta-feira (16), às 14 horas, no CTTI, ocorrerá uma reunião com a coordenadora do programa, a desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), Joeci Camargo, e representantes do Sistema Fecomércio Sesc Senac, prefeituras de Ibiporã e Jataizinho, Poder Judiciário, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Segundo a técnica de atividades do Sesc Londrina, Amanda Daiana Jerônimo, o Sesc Cidadão existe desde 2005 e propõe-se a atender a população vulnerável economicamente, tecendo uma rede de serviços capaz de aproximar essa população do exercício da cidadania, proporcionando a conciliação por meio de audiências prévias em inúmeras áreas do direito, bem como audiências de conciliação de processos em trâmite e atendimento à demanda reprimida com a presença das partes envolvidas e a imediata solução.

Para a secretária de Assistência Social de Ibiporã, Lívia Lumiko Suguihiro, o programa de responsabilidade social é muito importante, pois garante os direitos fundamentais à população de baixa renda. "Será uma grande oportunidade de promover a cidadania e inclusão social dos moradores por meio de uma série de serviços gratuitos", ressalta Lívia.

"A oferta desta rede de serviços é uma forma rápida, simples e eficiente de solucionar um problema que possivelmente há anos dificultava a vida da pessoa. Para o município o custo fica menor também", aponta a servidora da Prefeitura de Jataizinho, Vânia Patrícia dos Santos.

COM/PMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios