Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ação do DTransito em parceria com secretarias, PM e Colégio Estadual Olavo Bilac sensibilizou motoristas e pedestres sobre dificuldades enfrentadas pelos idosos

Os idosos são as maiores vítimas de acidentes de trânsito. Eles enfrentam um conjunto de obstáculos nas ruas. Dentre eles estão o excesso de velocidade do veículo, a condução imprudente e, em muitos casos, o curto espaço de tempo do semáforo para pedestre.

Com o objetivo de chamar a atenção de pedestres e motoristas sobre as dificuldades enfrentadas pelos idosos no trânsito e a importância de se respeitar as regras, principalmente a travessia segura da faixa, o Departamento Municipal de Trânsito (DTransito), em parceria com as secretarias municipais de Assistência Social, Saúde e Polícia Militar, promoveu na semana passada uma ação educativa envolvendo um grupo de idosos do Centro de Convivência do Idoso (CCI), alunos do Colégio Estadual Olavo Bilac e agentes comunitários de saúde.

Na quinta-feira (27), a ação foi realizada na travessia elevada localizada em frente ao Olavo Bilac, na Rua Padre Vitoriano Valente. Por meio de uma encenação teatral, os idosos simularam um atropelamento sobre a faixa de pedestres devido à desatenção do condutor. Enquanto a situação era representada, alguns alunos do curso técnico em Administração entregavam materiais educativos aos condutores ressaltando sobre a importância de se trafegar com ainda mais atenção ao ver um idoso atravessando as vias.

Já na sexta-feira (28), a atividade aconteceu na travessia elevada em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Rua Senador Souza Naves, Conjunto Henrique Alves Pereira (Serraia). Os idosos apresentaram a mesma situação, enquanto os agentes de saúde e policiais orientavam os motoristas que por ali passavam.

Na avaliação do diretor do DTransito, Euller Alexandre Gualberto, a ação, inédita no município, foi muito produtiva. “A Resolução 771/19 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) propõe que no mês de junho as campanhas educativas sejam focadas na valorização das faixas para pedestres e do sinal de vida. Aproveitando isso e as queixas constantes dos idosos sobre as dificuldades enfrentadas no trânsito, decidimos, de forma lúdica, sensibilizar motoristas e pedestres sobre a necessidade de se comportar de maneira segura e responsável, diminuindo o risco de acidentes em uma faixa etária da população com mais dificuldade de mobilidade, audição, visão e equilíbrio afetados devido ao processo natural do envelhecimento”, explica Gualberto.

As idosas que participaram da encenação corroboraram os perigos que enfrentam diariamente no trânsito. “Atravesso sempre na faixa de pedestres e, algumas vezes, motoristas e, principalmente motociclistas mais apressados, nos assustam. É importante respeitar nosso direito com segurança”, enfatiza a aposentada Sebastiana Tirado.

Participando pela segunda vez de uma ação educativa no trânsito de Ibiporã, os alunos do Olavo Bilac destacaram a importância da atividade. “Como pedestres e futuros motoristas temos que nos colocar no lugar das outras pessoas, principalmente os idosos, respeitando suas necessidades e direitos. No Trânsito, o sentido é a Vida”, conclui a estudante Ana Giulia Vicentine, fazendo uma referência ao tema da campanha mundial “Maio Amarelo” deste ano, cujo objetivo é propor uma reflexão sobre uma nova forma de encarar a mobilidade, optando por um trânsito mais seguro.

Pedestre Seguro

É Lei!

Que tem que atravessar sempre na faixa você já sabe. O que talvez seja novidade é que isso é lei. Está escrito no Artigo 69 do Código de Trânsito Brasileiro. Se você estiver a 50 metros da faixa de pedestres ou menos, atravessar nela é obrigatório.

Atravesse com segurança
Quer atravessar com segurança? Então olhe com cuidado para os dois lados da rua, cruze em linha reta e não circule entre os carros.

Sem pressa
Ao atravessar a rua, espere o semáforo ficar vermelho para o carro. Se a rua tiver sinal de pedestre, espere ele ficar verde para você.

Só a faixa não basta
Confiar só na faixa de pedestre é muito perigoso. Antes de atravessar, é preciso ter certeza de que o motorista está vendo você.

Rua sem faixa
Se a rua não tiver faixa, atravesse em um lugar em que você consiga ver muito bem todos os carros e eles consigam ver você.

É mais seguro na calçada
Antes de atravessar, é importante esperar na calçada e manter uma boa distância do meio-fio.
E se você estiver junto com uma criança, deixe-a sempre atrás de você.

Dicas para ser um motorista melhor:

Parar antes da faixa de pedestres, dando preferência de passagem à pessoa sobre a faixa, é uma obrigação do motorista.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, não dar preferência é considerada uma infração, rende multa e pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

Sendo assim, sempre que chegar numa faixa, diminua a velocidade e redobre a atenção para ver se algum pedestre quer atravessar.

Redobre a atenção ao se aproximar de faixas de travessia de pedestres sem semáforos;

Caso perceba que outros veículos não visualizaram a solicitação do pedestre, acene para que ele não inicie a travessia;

Ao avistar um pedestre solicitando a travessia, haja com atenção, como se estivesse aproximando-se de um semáforo com sinal amarelo;

Ao conceder passagem ao pedestre, acompanhe pelos espelhos retrovisores a movimentação dos demais veículos, intervindo com sinais de mão se achar necessário;

Avalie as condições de segurança no seu entorno antes de conceder a prioridade;

Aguarde a completa travessia dos pedestres para colocar seu veículo em marcha.

Caroline Vicentini/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios