Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ao término de duas gestões consecutivas o prefeito de Ibiporã, José Maria Ferreira, e a vice, Sandra Moya, avaliam as principais conquistas dos últimos oito anos e a situação financeira da Prefeitura

Ao final de oito anos à frente da administração municipal, qual é o balanço da gestão José Maria e Sandra Moya?

José Maria - Foram oito anos de muito trabalho, muito empenho e muita expectativa tanto da parte da sociedade quanto da parte da equipe que nos acompanha. O saldo é positivo, principalmente em relação ao fortalecimento da economia. A renda per capta saltou de 6 mil e poucos reais para R$45 mil em oito anos. Nós vamos fazer um ICSS de 8,5 milhões para 45 milhões previstos para 2017. A qualidade de vida do ibiporaense melhorou graças à geração de novos empregos, melhoria dos espaços públicos, da infraestrutura e prestação de serviços na assistência social, saúde, educação, trabalho, segurança, mobilidade urbana. Em resumo, creio que este foi o legado de nossa administração - estrutura física para o cidadão e estrutura de processo na prefeitura e órgãos que a compõem.

Sandra Moya - Faço um balanço positivo da nossa administração. Hoje vejo Ibiporã como uma cidade que se desenvolveu muito nestes últimos anos, com planejamento estratégico e visão de futuro. Avançamos na busca de inovação, mas preservando sua identidade e particularidades. Trabalhamos muito para organizar nossa cidade, foram importantes investimentos, tanto em espaço físico, como na construção de várias obras, bem como em infraestrutura de equipamentos para uma melhor prestação de serviço à nossa população.  As políticas públicas também foram um diferencial, programas que contribuíram para a formação e aquisição de conhecimento, promovendo transformações em todas as áreas: saúde, educação, trabalho, cultura e turismo, esportes e lazer, agricultura e assistência social.  

Quais foram as principais conquistas para Ibiporã nos últimos oito anos?

José Maria - As principais conquistas com certeza foram na saúde, com a melhor estruturação dos prédios públicos, além da abertura, melhoria e organização dos serviços. Já na educação reformamos, ampliamos e construímos novos prédios e os equipamos com o que há de melhor, desde cadeira até ar condicionado e computadores. Dotamos as salas de aula de lousas digitais. Reorganizamos os setores administrativos da área escolar. Ampliamos o acesso das famílias mais pobres ao Bolsa Família e aos benefícios sociais do Ministério Social de Desenvolvimento Social.Melhoramos as praças, quadras e ginásios de esportes.

A cidade modernizou-se tanto na questão do trânsito, como no cuidado com a malha asfáltica. Aplicamos CBUQ em quase 1 milhão de m². Fizemos a primeira etapa do Marajoara. Um processo difícil, que exigiu muitos recursos. Está praticamente concluída a duplicação da Avenida Ibrahim Prudente da Silva, um desafio para uma gestão em tão pouco tempo. Investimos em uma política de interligação das várias regiões da cidade. Vale ressaltar as melhorias na iluminação pública, tanto na área urbana como na zona rural. Trocamos mais de duas mil lâmpadas de 70W de vapor de sódio ou mercúrio para as de 150W, de vapor metálico, trazendo segurança, conforto e bem estar à população.

Sandra Moya - Foram várias conquistas para Ibiporã e vejo que é uma sucessão de resultados. Destaco um deles: a transformação da nossa economia através do programa de industrialização. Ibiporã era vista como cidade dormitório e hoje, com a construção de dois condomínios industriais, nossa cidade se tornou uma das primeiras do Brasil em índice de crescimento entre municípios com aproximadamente 50 mil habitantes. O PIB per capita do município é maior que a média nacional, de R$ 26.444,63, e também é superior ao do Paraná, maior que o brasileiro, no montante de R$ 30.264,90. Somos a terceira economia que mais cresce no cenário paranaense. Muito trabalho foi necessário para obtermos esse resultado.

Quero também ressaltar as grandes parcerias que tivemos ao longo destes anos, com o governo federal, estadual, com as entidades que contribuíram com importantes investimentos para estas conquistas, tanto com recurso financeiro, quanto humano. Isso tudo é um processo que não se constrói da noite para o dia, é fruto de trabalho sério, determinação e da credibilidade conquistada nestes últimos anos.

Como os senhores avaliam a equipe que os acompanhou durante as duas gestões?

José Maria – Contamos com uma equipe valorosa, de homens e mulheres que se dedicaram ao serviço público, a realizar o bem da nossa cidade e se comprometeram com as nossas metas. Não adianta nada uma equipe ser boa, ter qualidade, se ela também não se compromete com as metas e objetivos do gestor.

Sandra Moya - Um gestor público ou administrador não realiza nada sozinho e o capital humano faz a diferença em qualquer organização. Tivemos a grande contribuição de uma equipe de profissionais capacitados, outros que foram se capacitando ao longo destes anos, através de oportunidades oferecidas pela nossa administração, e realizaram um excelente trabalho. Quero agradecer a toda nossa equipe pelo trabalho, empenho e dedicação para com a nossa administração e principalmente com os ibiporaenses.

Vocês terminam o mandato em um ano difícil, no qual o agravamento das crises política e econômica pelas quais o país atravessa refletiram diretamente nos repasses, corte de convênios e aumento expressivo nas despesas municipais. Diante deste cenário, qual é a situação financeira da Prefeitura?

José Maria – Mesmo em um cenário de profunda recessão Ibiporã foi um ponto fora da curva. Nossa economia se fortaleceu e a Prefeitura encontra-se em uma situação de equilíbrio financeiro. Todas as nossas certidões estão ok. Fizemos uma reserva brutal no fundo de previdência nesses anos. Assumimos com R$1 mi 121 mil em caixa. Estamos deixando com aproximadamente R$45 milhões e patrimônio bastante expressivo. Estamos deixando o Samae com aproximadamente R$1,5 milhão, dinheiro limpo, sem nenhum centavo de dívida. O pagamento dos precatórios estão em dia, os parcelamentos das dívidas também. Assumimos com um endividamento baixo e estamos deixando com endividamento baixo, em torno de 6,7% da capacidade. Desta capacidade que temos só usamos 6,7%. As exigências feitas ao erário municipal são grandes e por isso não tem grandes saldos de recursos, mas tem uma situação equilibrada, um orçamento de aproximadamente R$150 milhões. Se o recurso for utilizado com competência e seriedade certamente o próximo gestor poderá conduzir o município com muitas realizações.

Sandra Moya- Realmente estamos encerrando num momento muito difícil pelo qual vive o nosso país, crise econômica e política, que acaba trazendo dificuldades para todos os setores da  sociedade, afetando também as prefeituras municipais. Mesmo com estas dificuldades, a nossa administração honrará todos os compromissos, cumprindo as obrigações decorrentes do final do mandato, tais como o disposto na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Qual é o sentimento ao concluir o trabalho desenvolvido nos últimos oito anos em Ibiporã?

José Maria - Sentimento de dever cumprido. Se não conseguimos realizar todas as expectativas da cidade de Ibiporã, pelo menos fizemos um grande trabalho em prol desta cidade e do seu povo.

Sandra Moya - Encerro esta caminhada de oito anos com a sensação de dever cumprido. Tive uma experiência que considero uma graduação em gestão pública, isso tudo não tem preço, o conhecimento adquirido levo como enriquecimento pessoal. Coloquei como meta participar da administração ativamente, não só como papel de vice, substituindo o prefeito quando necessário, e sim contribuir com o trabalho na busca de recursos ou atendendo no que foi necessário as secretarias, os servidores e toda a população.

Poder representar a mulher no executivo municipal, sendo a primeira a assumir este posto, me credenciou a cada vez mais buscar oportunidades para nós mulheres, seja ela na política, na empresa ou no dia a dia, diminuindo a discriminação e ajudando na melhoria das desigualdades entre homens e mulheres.

Ter estado ao lado do Prefeito José Maria também foi muito gratificante. Fizemos uma parceria política administrativa que resultou em melhorias importantes para nossa querida Terra Bonita.

Estamos também chegando ao final de mais um ano. Qual a mensagem que deixam para nossa Terra Bonita?

José Maria – Desejo a todas as famílias ibiporaenses um feliz natal, de muita paz, harmonia e muitas realizações para o próximo ano. Que a nova administração possa realizar os sonhos dos nossos moradores.

Sandra Moya - Quero desejar a todas as famílias de Ibiporã um Natal de paz, harmonia, renovação, onde o espírito de esperança se propague no coração de todos, renovando nossos sonhos e ideias a cada dia, na certeza de que caminhamos firmes na construção de um mundo mais justo.

É tempo de festejar e agradecer a todos os que contribuíram para o crescimento e realizações feitas para a nossa querida Ibiporã. Que os desafios do próximo ano se transformem em um futuro cada vez melhor.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios