Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Enfrentando problemas que vão desde a superlotação até a falta de recursos para aquisição de materiais de limpeza e itens de higiene, a Polícia Civil de Ibiporã ganha o apoio da OAB-Londrina na busca de soluções.

O presidente da Subseção, Artur Piancastelli, atendendo ao chamado da representante da OAB na Comarca, advogada Diorazil Baize, acompanhado de representantes da Associação Comercial de Ibiporã, estiveram com o delegado da cidade, que expôs os problemas enfrentados, como  a falta de equipe administrativa para auxiliá-lo nos inquéritos e procedimentos administrativos (estagiários e assessores); superlotação da carceragem que tem capacidade para 24 detentos e à época da reunião, em 20 de dezembro do ano passado, estava com 105; ausência de parlatório; falta do repasse das verbas de ajuda de custo nos últimos meses  de 2013 – os recursos são utilizados para pagamento de gasolina, material de limpeza, itens de higiene pessoal para os detentos, papelaria, entre outros; e  a pouca atividade do Conselho Comunitário de Segurança da cidade.
 
A OAB está discutindo alguns encaminhamentos para ajudar a amenizar a situação da segurança pública em Ibiporã, dentre elas,  intermediar, junto às Universidades de Londrina, a contratação de estagiários,  encaminhar reivindicação ao Governo do Estado de repasse das verbas de ajuda de custo em atraso, a reposição de dois policiais/investigadores e o envio de itens de higiene pessoal aos detentos. Outra ação da entidade será solicitar ao Juiz da Vara de Execuções Penais do Foro da Região Metropolitana de Londrina a transferência de alguns presos daquela carceragem para que possa ser amenizada a superlotação; e uma solicitação à Defensoria Pública do Estado para que seja realizado um “mutirão carcerário” para atender os detentos de Ibiporã que não tenham condições de contratar um advogado particular.
 
Também está sendo discutida a reativação do Conselho de Segurança da cidade para que o órgão, uma vez ativo, possa intervir e ajudar no custeio da adaptação de uma das salas da DP para instalação de um parlatório.
 
Benê Bianchi/Asimp/Maximacom
 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios