Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ibiporã foi premiada pela Rede Cidade Digital juntamente com outros 9 municípios do Norte e Noroeste do Estado pelo projeto das câmeras de segurança nos prédios públicos

O projeto de instalação de câmeras de segurança nos prédios públicos de Ibiporã recebeu o título de Projeto Inovador do Noroeste Paranaense, concedido pela Rede Cidade Digital (RCD) a 10 municípios do Norte e Noroeste do Estado por iniciativas tecnológicas implantadas nas localidades.

A premiação ocorreu na quinta-feira (27/06), em Marialva, durante o III Fórum de Cidades Digitais do Noroeste Paranaense, promovido pela RCD em parceria com a Prefeitura de Marialva. "O objetivo é valorizar e reconhecer aqueles gestores que entendem a importância das Tecnologias da Informação e Comunicação para melhorar a gestão e a vida das pessoas. Não existe outro caminho", explicou o diretor da RCD, José Marinho.

O evento reuniu prefeitos, gestores, vereadores, entidades e empresários para discutir o uso da tecnologia para resolver diversos problemas nas cidades, permitindo que a população tenha acesso a serviços de qualidade.

Ibiporã foi representada pela secretária de Tecnologia da Informação, Janaine de Brito. “A Prefeitura Municipal de Ibiporã agradece o reconhecimento da RCD por este projeto que está fazendo uso estratégico da tecnologia em prol da segurança do patrimônio público e da segurança dos munícipes”, ressaltou Janaine.

Segurança nos prédios públicos

Com o objetivo de proteger o patrimônio público e oferecer maior segurança aos servidores e à população, a Prefeitura Municipal de Ibiporã adquiriu 380 câmeras de monitoramento que estão sendo instaladas em 31 prédios públicos, tais como escolas e Unidades Básicas de Saúde (UBSs), e também do lado de fora, voltadas para a rua. Todos os equipamentos têm resolução em HD, e sensor de movimento e infravermelho para filmar à noite. Algumas possuem conexão via IP.

O governo municipal investiu R$360 mil na aquisição dos equipamentos. Segundo a secretária de Tecnologia da Informação (TI), Janaine de Brito, a empresa Comando, de Ibiporã, vencedora da licitação, tem de um ano para concluir o serviço. Até agora, 96 câmeras já foram instaladas. Já a manutenção, será de responsabilidade dos técnicos do município, conforme estabelecido em contrato. Todas as câmeras ficam dentro de uma espécie de gaiola para protegê-las contra o vandalismo.

Duzentas e sessenta e duas câmeras já estavam instaladas nos prédios públicos de Ibiporã. Com o reforço das 380, são 642 câmeras fazendo o monitoramento. Nove supercâmeras que estavam em manutenção foram reativadas e colocadas em pontos estratégicos da cidade.

Por enquanto, as imagens são gravadas e armazenadas pela Prefeitura, mas existe um projeto de parceria com a Polícia Militar (PM). “A ideia é que exista um Centro de Controle Operacional na sede da PM, em Londrina, que receberá as imagens online, via VPN, e em tempo real”, explica o prefeito João Coloniezi.

Segundo o comandante da 3ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente Marcos Paulo Rodrigues, a parceria com a Prefeitura será muito importante para subsidiar os trabalhos das Polícias Civil e Militar. “Já temos uma equipe da PM que está em contato direto com os responsáveis na Prefeitura e qualquer informação necessária é repassada ao nosso sistema de inteligência. As novas câmeras, principalmente as que estão direcionadas para as ruas, serão muito importantes para auxiliar em nosso trabalho preventivo e também nas investigações criminais”, ressalta Rodrigues.

Caroline Vicentini/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios