Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Entre os equipamentos adquiridos com recursos da SESA estão dois respiradores já em uso na Unidade de Pronto Atendimento

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) adquiriu recentemente dois kits de Urgência para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h. Os kits, compostos de defibrilador com monitor multiparamédico, ventilador pulmonar, eletrocardiógrafo digital, aspirador e oxímetro portáteis e carrinho de emergência, no valor de R$100 mil foram adquirido com recursos da Secretaria do Estado da Saúde (SESA).

Os novos aparelhos foram instalados na Sala de Emergência e já estão em uso. Agora, a UPA passa a contar com quatro respiradores. “Dentro dos hospitais, poucos aparelhos são tão importantes no combate à Covid-19 quanto um respirador pulmonar, principalmente no tratamento dos casos mais graves da doença, pois a ventilação mecânica ajuda a suprir a carência de oxigênio no corpo e apoia a recuperação de modo geral do paciente”, ressalta a diretora geral da SMS, Verônica Sanches Gomes.

O Hospital Cristo Rei (HCR) de Ibiporã também recebeu neste semestre dois respiradores artificiais eletrônicos doados pelo Ministério da Saúde, por meio de indicação da deputada federal paranaense Aline Sleutjes, do PSL. Os equipamentos, no valor de R$54 mil cada um, foram recebidos pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e repassados ao hospital. Um respirador, entregue em agosto, está instalado no Pronto Socorro e o outro, recebido no dia 29 de setembro, na Unidade 1. Agora, o Cristo Rei conta com cinco respiradores pulmonares para atendimento e suporte aos pacientes, inclusive aos que apresentam suspeita ou confirmação da Covid-19.

Durante a pandemia do novo coronavírus, o Hospital Cristo Rei e a UPA são as unidades de referência em Ibiporã para o atendimento de paciente com sinais de alerta para a Covid-19 (reaparecimento ou elevação da febre, lábios e extremidades arroxeadas, falta de ar, dor no peito, palpitação, confusão mental, muita sonolência, irritabilidade, queda da pressão) da doença e casos moderados ou graves.

Caroline Vicentini/NCPMI

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.