Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Edivino Ribeiro Correa conduziu a Tocha Olímpica quando ela passou por Londrina. Agora sua missão será representar as cores do alviceleste na corrida mais importante da América Latina

O escudo e as cores do Londrina Esporte Clube parecem não conhecer fronteiras dentro do esporte. Depois de estar presente em várias modalidades esportivas, chegou à vez do alviceleste ser representado na maior corrida de rua do Brasil e da América Latina, a São Silvestre. O LEC será representado na 92ª edição da corrida por Edivino Ribeiro Correa, que recentemente foi o primeiro londrinense a conduzir a Tocha Olímpica, símbolo dos Jogos Rio-2016, durante sua passagem por Londrina.   Os números do maratonista, agora alviceleste, impressionam: Ele já disputou 37 provas da São Silvestre, já disputou 14 maratonas de 42 km e acumula um total de 904 medalhas de suas participações em corridas por todo o Brasil.

Edivino tem 49 anos e trabalha desde 2009 como gari na cidade e se tem uma coisa que ele tem de sobra é disposição. Acorda todos os dias às 4h30 da manhã e realiza seu treino diário de uma hora antes do trabalho. Vai para a empresa que trabalha e lá fica oito horas em pé . No final do expediente, ainda acha disposição para mais uma hora de treinamentos. E os treinos acontecem todos os dias religiosamente, mesmo quando não está trabalhando.

Começou no esporte para manter o peso e ter qualidade de vida e de lá para cá, acabou pegando gosto pelo esporte. Sua primeira corrida em Londrina ele lembra de cor: 5 de dezembro de 1985. Correu o antigo Circuito de Corrida da cidade, uma prova de 5 km e chegou na 28ª colocação de um total de 78 competidores.

“No início sofria muito preconceito, porque o esporte ainda era considerado uma prática de pessoas ricas. Mas coloquei na cabeça que precisava dar a volta por cima e mostrar que era capaz”, revela Edivino com um sorriso no rosto de quem sabe que chegou no seu objetivo.

E sobre representar o LEC na maior corrida de rua do país? Edivino, com os olhos marejados, contou que será outra emoção em sua vida. “ Estou muito feliz e emocionado.  Representar o LEC não é um privilégio para qualquer pessoa e me sinto um privilegiado em representar nosso Tubarão e nossa cidade. Quero pedir que a torcida acompanhe a prova e torça para que eu consiga um bom resultado”, destacou.

No ano de 2015, o maratonista concluiu a prova da São Silvestre no 1.129 lugar. Este ano, a meta é chegar entre os mil primeiros colocados. “É uma corrida muito severa, longa e desgastante. A subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio é o trecho em que os corredores mais sofrem. Mas estou confiante e darei o meu melhor nesta prova”, afirmou empolgado.  Edivino viaja para São Paulo no dia 29 de dezembro para disputar a prova no dia 31. A São Silvestre é uma prova de 15km

Para o presidente do Londrina Esporte Clube, Felipe Prochet, ter um maratonista representando as cores do LEC é uma forma de valorizar o esportes e os atletas de nossa cidade. “Queremos que cada vez mais pessoas conheçam o LEC e sua história. Estar presente na maior prova de corrida de rua da América Latina é uma forma valorizar nossa marca e nossos atletas locais”, ressaltou Prochet.  

SÃO SILVESTRE

O percurso de 15 km da São Silvestre passa por alguns dos principais pontos turísticos da cidade de São Paulo, com largada na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero. Idealizada pelo jornalista Cásper Líbero no ano de 1924, a prova chega a sua 92ª edição sem interrupção. Ela foi realizada até mesmo durante a Revolução Constitucionalista de 1932 e a II Guerra Mundial.

No total, estima-se que aproximadamente 30 mil corredores de todas os locais do Brasil e do mundo para a disputa da prova. A largada do pelotão masculino acontece às 9h da manhã e a corrida terá transmissão dos principais canais do país.

Asimp/LEC

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios