Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Londrina Esporte Clube aborda julgamento no STJD realizado na quinta-feira (9)

Respeitar as leis que regem nosso país. Cumprir à risca as determinações e regulamentos que existem para a boa prática e desenvolvimento do esporte. Confiar na Justiça. Não é uma prerrogativa apenas do Londrina Esporte Clube, mas é algo que temos orgulho de fazer parte do nosso caráter enquanto parte da sociedade.

Por isso mesmo, vemos com muito entusiasmo desdobramento do julgamento realizado na última quinta-feira (9) no Pleno do Superior Tribunal de Justiça (STJD), no Rio de Janeiro. Na ocasião, embora improvido na seção do dia, o processo segue em curso e remetido à procuradoria do STJD para análise junto à notícia de infração.

Cremos que seja o momento oportuno de uma investigação detalhada, até mesmo a instauração de um inquérito para que seja apurada a farsa promovida pelo nosso adversário no processo. Sinalizamos inclusive aos veículos de imprensa para acompanhar o caso. Acreditamos que o assunto não se restringe a um eventual benefício ao Londrina Esporte Clube, mas sim ao bem do futebol brasileiro.

O que, na verdade, nos deixa indignado neste momento é o nosso adversário agora querer responsabilizar seus funcionários por atitudes incorretas e de competência do próprio clube. Muito conveniente. Além de não pagar seus colaboradores de maneira correta, ferindo a dignidade e a existência do ser humano, agora o adversário comemora que “a penalidade jamais será de perda de pontos, tão somente de multa ou suspensão da pessoa que utilizou e/ou se beneficiou do documento tido como falso”. 

Aliás o único beneficiado e que merece “suspensão” da Série B é o clube que protagonizando um vexatório WO por greve de atletas, fraudes processuais e solicitação de abandono da competição, pode ser premiado com a permanência de pontos e manutenção na competição como se nada tivesse ocorrido.

Uma postura desumana. Inadmissível pretender que tudo vire pizza punindo laranjas. O beneficiário das fraudes foi o Figueirense, provas não faltam. E é por esse tipo de postura que confiamos na Justiça. 

O Londrina Esporte Clube é um clube sério, construído com o suor de seu povo. Não é à toa que a rama de café borda, com muito orgulho, o nosso belo escudo. Somos responsáveis por cada ato nosso e não delegamos responsabilidades a terceiros, muito menos a colaboradores nossos. 

Neste momento, acreditamos inclusive que estamos defendendo uma causa que vai além das nossas cores. Acreditamos que a nossa bandeira hoje é de todos os demais clubes, jogadores, dirigentes e pessoas idôneas que vivem do esporte, que confiam seus sonhos e sua vida no esporte.

Temos, sim, a expectativa de que a Procuradoria possa avaliar toda a documentação que foi levantada a respeito do caso e o nosso adversário, na condição de clube que não cumpriu com o regulamento da competição, seja responsabilizado e assim ocorra uma reclassificação da Série B. Essa é a pretensão do Londrina, que vai brigar muito para que toda a verdade venha à tona. 
Como já salientamos, as provas são irrefutáveis. Realmente consultamos um de nossos atletas, que confirmou o não pagamento de salários de seu ex-clube. Mas era nosso atleta, tínhamos o dever de perguntar. 

E nem precisava, pois na data do julgamento no STJD, apesar de declarações padronizadas montadas juntadas nos autos, tanto ele como tantos outros já haviam ingressado na Justiça do Trabalho reclamando dos salários não pagos. 

O fair play financeiro foi violado. O regulamento foi violado. E por conta dessa série de infrações, o Londrina, assim como outros clubes, acabaram sendo prejudicados por essa prática de um concorrente que não honrou seus compromissos. Uma concorrência desleal, em que a impunidade faz do calote uma prática comum. 

O Londrina honrou e honra seus compromissos e agora não queremos ser prejudicados por ter feito o que era correto, por ter cumprido a Lei e os regulamentos. Por ter honrado com uma obrigação nossa e que deveria ser de cada concorrente.

Ao nosso sempre querido e fiel torcedor, dizemos que por mais desgastante que esse processo possa ser para a nossa imaculada imagem de muitas conquistas e glórias, preferimos pagar o preço. Fazemos isso por respeito a cada um de vocês. Fazemos isso pelo bem do esporte, pelo bem do futebol. Porque acreditamos em uma sociedade melhor. 

Acima de tudo, quem veste azul celeste e branco sabe: ser londrinense é muito mais do que só apoiar o time em campo. É uma paixão que vai além. E se hoje é o nosso papel colaborar para que as futuras gerações possam se orgulhar de nós por nossa honestidade e retidão, brigaremos por justiça até o fim. 

A fraude não pode sair impune, a responsabilidade não é de outra pessoa que não a pessoa jurídica, o clube, que manipulou o processo desportivo e o STJD. Será uma vergonha para a Justiça Desportiva e para a organização do futebol brasileiro se não houver uma resposta à altura do que ocorreu. E punir intermediários colaboradores, é beneficiar a fraude, a fraude que compensa.

Nota Oficial do Londrina Esporte Clube

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios