Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Interessados em firmar parceria com o Município devem se atentar ao edital, que está publicado no Jornal Oficial nº 3.560

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, publicou no Jornal Oficial nº 3.560, de sexta-feira (6), o edital de chamamento para a seleção de organizações da sociedade civil interessadas em firmar um Termo de Colaboração com o Município para a execução do Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas Trabalho).

A contar da publicação do edital, as interessadas têm 30 dias para se inscreverem, ou seja, até o dia 6 de agosto. O edital completo pode ser acessado pelo www.londrina.pr.gov.br. O programa Acessuas Trabalho tem como objetivo a garantia da proteção social aos cidadãos no enfrentamento das dificuldades em relação à inclusão produtiva, no mundo do trabalho, por meio do apoio aos indivíduos, às famílias e à comunidade. As organizações aprovadas devem ofertar ações que estimulem os cidadãos a superar a situação de vulnerabilidade, despertando habilidades pessoais como proatividade, liderança, capacidade de adaptação, resiliência e boa convivência, por exemplo.

Podem ser firmadas parcerias com outras instituições como o SENAI e o SENAC para o encaminhamento a cursos focados no mundo do trabalho. O diretor de Proteção Social Básica da SMAS, Paulo Sérgio Aragão, explicou que a intenção não é chamar instituições que dêem capacitações profissionais e cursos técnicos, mas aquelas que tenham expertise em atividades de estímulo aos atributos profissionais e às qualidades pessoais que cada pessoa possa ter.

“À Secretaria de Assistência Social cabe fazer a mobilização do público para o despertar de atributos pessoais, de forma que o ajude a superar a situação vulnerável e a superar essa fase. Isso é importante, porque o mundo do trabalho está cada vez mais complexo e exigente”, disse Aragão.

As organizações interessadas em firma o Termo de Colaboração deverão atender diretamente à população que se encontra em situação de vulnerabilidade ou risco pessoal e social, e que tenham entre 14 e 59 anos de idade. A prioridade será os usuários dos serviços, projetos e programas de transferência de renda socioassistenciais do Município, inclusive da zona rural.

Em Londrina, atualmente há 7.200 pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social e que prioritariamente devem ser atendidas até 2021.  A Comissão de Seleção das instituições escolherá dentre as inscritas, duas organizações que prestarão os serviços. Ao todo, de acordo com o diretor de Proteção Social Básica da SMAS, a pasta prevê o repasse de cerca de R$ 1,2 milhão para este serviço, advindas do Fundo Municipal de Assistência Social. Os interessados em participar devem se atentar para a entrega de todos os documentos requeridos no edital de chamamento nº 002/2018.

O Acessuas Trabalho faz parte da Diretoria de Proteção Social Básica, do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) do governo federal. Toda a seleção municipal das instituições segue o preconizado pela Lei nº 13.019, de 31 de julho de 2014.

Ana Paula Hedler/NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios