Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ação, que promove a cultura de paz e não-violência, será neste domingo (23),  às 9h30

O Conselho Municipal da Cultura de Paz (COMPAZ) e a Organização não governamental (ONG) Londrina Pazeando realizam, no domingo (23), a 10ª edição do Abraço no Lago. A iniciativa busca promover uma cultura de paz e não-violência em toda a sociedade. O Abraço no Lago irá ocorrer a partir das 9h30, no Lago Igapó II. Além do abraço, a ação conta com outras atividades, como apresentações musicais e plantio de mudas, e toda a comunidade é convidada a participar.

O Abraço no Lago começa às 9h30, com performance de taikô, com o grupo Ryukyu Koku Matsuri Daiko, e de capoeira, pelos grupos Estrela do Mar, Nagô e Maculelê. Também está confirmada a participação da Orquestra Londrinense de Viola Caipira São Domingos Sávio.

Integrantes do Grupo de Diálogo Inter Religioso de Londrina (GDIL) Religiões Unidas pela Paz farão a 4ª Caminhada pela Paz, que começa às 8h15 e percorre todo o lago. Ao final, os participantes irão ao Lago II, para o Abraço pela Paz.

O secretário do Compaz e integrante do Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi, citou que uma das novidade nesta edição do abraço é o início do Projeto Pró Igapó. Cerca de dez mil mudballs, que são pequenas bolas compostas por lactobacilos, leveduras e bactérias fotossintéticas, serão inseridas no lago. Ali, farão o tratamento da água, com recuperação do lodo, remoção do mau cheiro, entre outros. “Todas as pessoas presentes para o Abraço no Lago vão receber uma mudball para lançá-las, de forma sincronizada, no lago II. Os voluntários da Faculdade Positivo e UTFPR já foram treinados e farão a distribuição”, contou.

Mais de 70 grupos, entre escolas, empresas, associações e entidades, confirmaram a participação nesta edição do evento. “A média de público, em cada ano, é de cerca de três mil pessoas. Mas, para este ano, a nossa expectativa é que o dobro de pessoas compareça e participe”, adiantou Galhardi.

O Abraço no Lago terá um breve cerimonial, com execução do Hino Nacional. “Faremos ainda o grito de paz, que é o oposto do grito de guerra, e durante a execução da música, terá uma dinâmica onde os participantes irão abraçar uns aos outros”, explicou o secretário do Compaz.

Após o Abraço pela Paz, integrantes do Rotary Clube de Londrina, em parceria com o Departamento de Agronomia da Universidade Estadual de Londrina (UEL), farão o plantio de aproximadamente 250 mudas de orquídeas nativas do Paraná. As flores serão cuidadas por alunos do Colégio Educar.

Marca histórica

Neste ano, o Abraço pela Paz no Lago Igapó completa uma década. “Isso é um marco, porque temos 5.570 municípios no Brasil, e em quantos deles, todos os anos, há uma data determinada com um abraço pela paz? Por isso podemos dizer que esse é um evento único e exclusivo de Londrina”, afirmou Galhardi.

Para o secretário do Compaz, o evento no Lago Igapó já faz parte da cultura da cidade, e no decorrer dos anos foi multiplicado em vários locais. “No ano passado foram 15 abraços pela paz, em várias regiões. E neste ano já foram 10. Na maioria dos casos, o abraço está sempre inserido em um evento que reúne escolas, serviços municipais e públicos, ou seja, vem de uma organização e mobilização da sociedade”, frisou.

O 10º Abraço no Lago integra a programação da 18ª Semana Municipal da Paz, que começa hoje (22). “Estamos fazendo a décima edição do evento num momento em que o país convive de perto com a intolerância, discussões, e atritos. O Abraço pela Paz coincide com esse momento, e mesmo em meio a toda essa confusão que a sociedade vive, existe uma aceitação e um entendimento geral de que é um evento importante, aberto a todos. E por isso a participação da comunidade tem crescido, cada vez mais”, ressaltou Garlhardi.

Juliana Gonçalves/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios