Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Uma comitiva composta pela ACIL, representantes do setor produtivo, deputados e poder público de Londrina se reuniu na quarta (14) com o Alto Comando do Exército, em Brasília, para reforçar as qualidades e a disposição da cidade em sediar a Escola de Formação de Sargentos de Carreira do Exército Brasileiro. O local onde a escola deve se instalar será decidida nas próximas semanas em uma reunião do Alto Comando.

A avaliação do encontro foi positiva: “Nós estamos em Brasília com uma comitiva representando a cidade de Londrina, que se reuniu hoje pela manhã com o Alto Comando do Exército Brasileiro. Foi uma reunião produtiva e fomos extremamente bem recebidos. Aguardamos agora os próximos passos. Enquanto o Exército não tomar uma decisão, nós não vamos desistir. A Escola de Sargentos é importante para o desenvolvimento da nossa cidade porque vai receber aproximadamente 5 mil alunos que vão estabelecer residência e usufruir de toda a estrutura da cidade, injetando recursos importantes na economia local”, comenta Marcia Manfrin, presidente da ACIL. 

A comitiva londrinense que foi a Brasília é composta por:

-Dr. Tércio Tokano (AGU)

-Filipe Barros (deputado federal)

-Luísa Canziani (deputado federal)

-Diego Garcia (deputado federal)

-Emerson Petriv (deputado federal)

-Tiago Amaral (deputado estadual)

-Marcelo Belinati (prefeito)

-Alex Canziani (secretário de governo)

-Jairo Tamura (vereador)

-Jessicão (vereadora)

-Matheus Thum (vereador)

-Mara Boca Aberta (vereadora)

-Marcia Manfrin (ACIL)

-Fabrício Bianchi (Sebrae)

-Ronaldo Couza (ACIL/TI Paraná)

-Sandro Nóbrega (Sinduscon Norte PR)

-Carlos Costa Branco (CEAL)

-Eleazar Ferreira (Unifil)

Asimp/ACIL

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.