Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O novo coronavírus está se espalhando por Londrina e o momento exige atenção especial dos empresários e colaboradores, pois os protocolos de prevenção devem ser seguidos à risca para proteger a vida das pessoas e evitar um novo fechamento do setor produtivo. Como manter a equipe treinada para garantir a segurança dos clientes? A resposta está no curso Educação - A Arma Contra o Novo Coronavírus, que a ACIL está lançando junto com o Instituto Mix, com apoio do Conselho da Mulher Empresária (CME/ACIL). O curso é grátis e acessível pela internet.

Com um formato interativo, intercalando atividades e aulas em vídeo, o conteúdo explica de forma didática tópicos como a origem do vírus, a doença Covid-19, as formas de contaminação, os sintomas, as complicações e as formas seguras de se prevenir e combater a propagação, inclusive no transporte coletivo e ambiente de trabalho. São informações importantes para manter as empresas funcionando sem espalhar o vírus.

Os empresários vão encontrar o conteúdo ideal para atualizar sua equipe sobre a importância de se evitar a contaminação. Além dos certificados gratuitos para os colaboradores, a empresa ainda recebe um selo para certificar que seu pessoal está treinado e habilitado para trabalhar durante a epidemia, pois conhece em detalhes as medidas de contenção.

Para participar, basta fazer o cadastro no Instituto Mix pela internet (www.institutomix.com.br/covid-cme-acil), baixar o aplicativo Mundo IM na Google Play ou Apple Store, fazer o login e começar a estudar. Como o conteúdo é repassado pelo celular, o curso pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer momento, facilitando o aprendizado. O certificado será enviado automaticamente para o e-mail cadastrado após a conclusão do curso.

O curso Educação

A Arma Contra o Novo Coronavírus é mais uma iniciativa para proteger a população de Londrina, mantendo as empresas seguras e ativas. É rápido, prático, eficiente e está disponível para todos. Dessa forma, a ACIL ajuda a combater a doença, preservando vidas, ao mesmo tempo em que reduz os prejuízos na economia.

Ranulfo Pedreiro/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios