Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Novos cadastros ou emissão de notas devem ser agendados com antecedência junto à sede da secretaria ou na subprefeitura de Lerroville

A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SMAA) reforça os canais de atendimento para cadastro e emissão da Nota Fiscal do Produtor. As notas fiscais são obrigatórias para que o produtor comercialize seus produtos, e possuem prazo de validade. Para trocar notas vencidas ou fazer novo cadastro, é preciso agendar previamente o atendimento, disponível na sede da SMAA ou na subprefeitura do distrito de Lerroville.

Para agendar o atendimento presencial na SMAA, o contato deve ser feito pelo 3372-4788, no horário das 7h30 às 17h30, de segunda a sexta feira. Os atendimentos têm duração de 30 minutos, e o horário de funcionamento é das 7h30 às 17h, de segunda a sexta-feira. O endereço é rua da Natureza, 155, Jardim Piza

Já na subprefeitura de Lerroville o telefone para agendamento é (43) 3398-2010. Tanto o agendamento como os atendimentos ocorrem de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 13h30. A subprefeitura de Lerroville fica localizada na rua Alivercino Marçal, 55.

Para novos cadastros de produtores ou regularização de inativos, é necessário comparecer tendo em mãos cópias simples e vias originais dos documentos. São exigidos CPF, RG e comprovante de residência do produtor, matrícula do imóvel atualizada, entre outros itens. A listagem completa está publicada na página da SMAA, no Portal da Prefeitura de Londrina.

Segundo o responsável pela Nota Fiscal do Produtor na SMAA, Arilson Pereira de Araujo, a emissão das notas em papel é feita somente pela Prefeitura de Londrina. “A Receita Estadual do Paraná disponibiliza a nota eletrônica, há cerca de dois anos. Para comércio dentro do estado ela não é obrigatória, pode ser utilizada a nota em papel. A eletrônica é exigida apenas para transações interestaduais”, citou.

O agendamento visa reduzir a circulação de pessoas, medida necessária por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus. “Essa medida está em vigor desde o ano passado. Mas sabendo que agora é um período de maior procura, por conta da colheita da safra, reforçamos a necessidade que todos agendem com antecedência para fazerem seu cadastro, emitir novas notas ou trocar as vencidas”, frisou Araujo.

Segundo o responsável pela Nota Fiscal do Produtor, o setor registra uma média de 100 atendimentos diários nos primeiros meses do ano. “Ao todo, no ano inteiro, atendemos entre 10 a 12 mil pessoas. Por isso precisamos do agendamento, para não ter aglomeração e garantir que todos sejam atendidos com segurança”, explicou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios