Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Por meio do Compra Direta Paraná, entidades vinculadas a Prefeitura vão receber 255 toneladas produzidas por cooperativas da região

Teve início nesta semana a entrega de alimentos produzidos pela agricultura familiar para entidades e instituições vinculadas às secretarias Municipais do Idoso e Assistência Social. Trata-se do Programa Compra Direta Paraná, que adquiriu os produtos para serem destinados às famílias e idosos em situação de vulnerabilidade que são atendidos nos serviços conveniados ao Município.

Só em Londrina, o governo do Estado irá investir, ao longo de dez meses, R$1,684 milhão na compra de mais de 255 toneladas em gêneros alimentícios. Estão previstos frutas, verduras, legumes, pães e bolachas, sucos e outros produtos de fabricação própria.

As primeiras entregas foram feitas na quarta (28) e quinta-feira (29), para Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) conveniadas ao Município e também para a Secretaria Municipal do Idoso (SMI). Nos dez meses de programa, eles irão beneficiar diretamente cerca de 300 idosos.

A secretária municipal do Idoso, Andrea Ramondini Danelon, afirmou que o Compra Paraná trará um apoio muito importante para a população em situação de vulnerabilidade. “Estamos felizes com essa parceria e esses alimentos chegam em boa hora já que grande parte dessa rede está enfrentando dificuldades. Será um enorme benefício para os pequenos agricultores locais e para as entidades atendidas”, afirmou.

Andrea ressaltou o viés do programa de estimular a agricultura familiar. “É um programa que fortalece os agricultores locais e auxiliam as instituições com esses produtos. Em época de pandemia essa ajuda é muito importante, promovendo uma melhora na segurança alimentar e nutricional dessa população. São alimentos frescos, vindos direto do produtor, e com uma grande diversidade”, detalhou.

Outras catorze entidades vinculadas à Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) também vão receber os alimentos. Todos os produtos serão direcionados para atender famílias em desproteção social e que são referenciadas pelos serviços da SMAS.

O Compra Direta Paraná é um programa de caráter emergencial coordenado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab). Em todo o estado, os investimentos serão de R$27 milhões. Os produtos e alimentos são adquiridos exclusivamente de associações e cooperativas da Agricultura Familiar, selecionadas por meio de edital de chamamento publicado este ano.

As entregas devem ocorrer até abril de 2022, e o cronograma varia conforme o produto e a cooperativa responsável. Alguns terão entrega semanal e outros, mensal. Ao todo, o programa adquiriu 255.762 quilos de produtos alimentícios.

Para atender a região de Londrina, foram contempladas a Cooperativa Agroindustrial de Produção e Comercialização Conquista (Copacon), do Assentamento Eli Vive, localizado em Lerroville, e a Cooperativa Solidária de Produção, Comercialização e Turismo Rural da Agricultura Familiar do Norte do Paraná (Coafas), com sede em Londrina.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.