Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Uma operação de busca ativa está sendo feita pela Prefeitura para identificar e chamar os beneficiários; as entregas iniciam neste sábado (18) e domingo (19) na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), receberá nesta sexta-feira (17), do Governo do Paraná, um lote com dez mil cartões do programa Comida Boa. Trata-se de um benefício de transferência de renda estadual que concede auxílio mensal de R$ 80, via cartão magnético recarregável, que pode ser utilizado pela família beneficiária em estabelecimentos comerciais cadastrados, exclusivamente para a aquisição de gêneros de primeira necessidade.

Este programa estadual, instituído pela Lei Nº 20.747/2021, tem como objetivo prestar suporte para a segurança socioassistencial de sobrevivência e renda das famílias e pessoas em vulnerabilidade social.

Em Londrina, serão contempladas neste momento dez mil famílias com o recebimento do cartão, todas selecionadas pelo governo estadual, a partir das informações constantes no Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do Governo Federal. Dessa forma, cabe à Prefeitura de Londrina realizar ações estritamente voltadas ao recebimento, desbloqueio e entrega dos cartões do Comida Boa.

O benefício tem caráter continuado e é destinado às famílias com o CadÚnico atualizado, não contempladas pelo Programa Auxílio Brasil – o antigo Bolsa Família – que estejam em situação de extrema pobreza, e cuja renda per capita não ultrapasse os R$ 200, nos termos do Decreto Federal 10.852//21. O benefício será repassado por um período de três meses, podendo ser renovado pelo governo paranaense. O valor de R$ 80 não poderá ser obtido por meio de saque, somente destinado a acesso para utilização direta em supermercados, empórios e assemelhados credenciados.

Para disponibilizar o cartão às famílias londrinenses, a Secretaria Municipal de Assistência Social organizou um mutirão de busca ativa e fará as entregas em sua sede, na região central da cidade, localizada na Avenida Juscelino Kubitschek, nº 2.896. O início das entregas irá ocorrer neste sábado (18) e domingo (19), com atendimentos especiais para essa finalidade, das 8h às 22h.

Com base na listagem emitida pelo Estado, as equipes da secretaria estão realizando contato telefônico com os beneficiários e beneficiárias para o agendamento da retirada dos cartões nos dias e local já pré-definidos. Portanto, não é necessário a procura a qualquer unidade de CRAS ou CREAS para atendimento. Estandes serão montados na sede da SMAS, evitando aglomerações e respeitando as medidas necessárias de enfrentamento à pandemia.

Segundo a secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Micali, um total aproximado de 120 servidores atuará nos trabalhos de busca ativa, entrega e habilitação do cartão Comida Boa. “Entendendo a importância do benefício, que envolve dez mil famílias, organizamos essa ampla operação e queremos que os cartões cheguem o mais rápido possível às famílias, favorecendo-as antes do Natal. Para isso, estamos ligando para cada uma das pessoas contempladas, explicando o motivo do recebimento e orientando sobre a retirada. O governo estadual, com base no Cadastro Único, já apontou os destinatários, e nós vamos cuidar da habilitação do cartão, entregá-lo, orientar o público e coletar as assinaturas dos beneficiários. Basta que a pessoa indicada para receber o cartão compareça no dia e horário marcados, levando um documento pessoal que comprove ser ela fazendo a retirada”, explicou.

Micali informou que a intenção é atender uma média de seis a oito mil pessoas apenas no mutirão deste sábado (18) e domingo (19). “Após esse mutirão no final de semana, o trabalho de busca ativa continuará sendo feito por mais dez dias, conforme nossa previsão inicial, para contatar aqueles que ainda não tiverem sido identificados antes ou não fizeram a retirada do cartão. Estamos com um contingente grande na Assistência Social para realizar este trabalho e desejamos que tudo corra da melhor forma para que as famílias tenham acesso ao auxílio neste fim de ano”

Os recursos distribuídos pelo Comida Boa são provenientes do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná (Fecop) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Nos primeiros meses, a execução também terá a colaboração do Fundo para Infância e Adolescência (FIA) para as parcelas das famílias com crianças e adolescentes.

NCPML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.