Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Equipes da Secretaria fazem a busca ativa dos beneficiários que, em Londrina, somam dez mil inscritos no programa estadual

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, segue realizando a distribuição dos cartões do programa Comida Boa. Este mês, a Secretaria Estadual de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) encaminhou ao Município dez mil cartões do benefício estadual de transferência de renda e 6.660 já foram entregues. Cinco mil foram retirados durante o mutirão realizado nos dias 18 e 19 de dezembro. Os demais foram entregues pelas equipes dos Centros de Referência da Assistência Social (CRASs) e no Centro Pop.

O Cartão Comida Boa concede ao beneficiário, por mês, o valor de R$80 que pode ser utilizado para comprar itens de necessidade básica, como alimentos, produtos de higiene e limpeza. As famílias atendidas se enquadram em situação de vulnerabilidade, com renda familiar mensal de zero a R$200, por pessoa, e estão inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com dados atualizados.

A página oficial do Comida Boa informa a lista de beneficiários e também os estabelecimentos comerciais credenciados no programa. Em Londrina, são mais de cem locais aptos para que os beneficiários utilizem seu cartão.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Jacqueline Marçal Micali, a Prefeitura de Londrina tem atuado com agilidade e eficiência para a distribuição dos dez mil cartões. “Programamos dois dias de mutirões com toda uma estrutura que envolveu aluguel de tenda, pagamento de horas-extras aos servidores, com atendimento no sábado e domingo, para que a entrega desses cartões ocorresse o mais rápido possível”, citou.

Desde semana passada, as equipes dos CRAS e do Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop) estão fazendo a busca ativa, isto é, entrando em contato com os beneficiários do programa para informar sobre o programa. Além da entrega, no atendimento presencial já é feita a habilitação do cartão para que o usuário possa utilizar seu benefício em seguida.

A diretora de Proteção Social Básica da SMAS, Adriana Santos, citou que a entrega e habilitação do cartão são procedimentos rápidos, mas que no contato para orientar o usuário sobre o benefício é indicado um horário de atendimento na unidade. “A pessoa que está em dúvida se tem direito ou não pode conferir no site do Comida Boa. Caso esse beneficiário esteja listado mas não recebeu nosso contato até o dia 7 de janeiro, pode procurar o CRAS mais próximo de sua residência”, disse.

O endereço das unidades do CRAS e horário de funcionamento estão disponíveis no Portal da Prefeitura, na página da SMAS.

NCPML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.