Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Até o dia 23 de dezembro, população poderá aproveitar para adquirir lembranças, presentes e diversos produtos artesanais

Com a chegada das festas de fim de ano e o reforço do espírito natalino, é comum que a população procure um presente, uma lembrança ou algo especial para presentear os amigos e entes queridos, demonstrando afeto e carinho. Foi pensando nisso que a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) prorrogou o prazo de funcionamento da Feira Arte Mulher. Até o dia 23 de dezembro, quem passar pelo Calçadão de Londrina (na Avenida Paraná), durante o horário comercial, poderá adquirir diversos produtos de artesanato.

Os itens são expostos por 26 mulheres. Elas participam da feira por meio de associações e grupos ou individualmente. Segundo a gerente de Ação Formativa da SMPM, Lisnéia Aparecida Rampazzo, a maioria das participantes mora na região leste da cidade, têm entre 50 e 59 anos de idade e são chefes de família. Porém, com a pandemia, muitas relataram que suas vendas foram afetadas, o que acabou prejudicando a renda familiar. “Nós, da Secretaria de Políticas para as Mulheres, temos buscado ajudar essas trabalhadoras por meio da assessoria técnica, que é voltada, principalmente para o aumento da visibilidade dos produtos e da feira. Assim, elas poderão expor os materiais, seguindo o horário comercial, até o dia 23 de dezembro. Esperamos que, com essas medidas, as artesãs consigam alavancar as vendas”, explicou Rampazzo.

Uma das medidas voltadas a aumentar a visibilidade dos produtos foi a criação de uma página na internet sobre a Feira Arte Mulher. Quem quiser conhecer alguns dos artigos disponíveis pode acessar o perfil de Facebook da feira clicando aqui. É possível visualizar produtos como vestidos infantis feitos sob medida; itens de crochê de diversos tipos; panos de prato decorados; porta-papel higiênico em formato de boneca; enxoval para bebês; e artigos de costura criativa, como bolsas, marcadores de páginas de livros e cadernos, lixeiras para carros, carteiras, porta-celulares e outros.

De acordo com a artesã Sara Elizabete Cavalheiro, expor os trabalhos na Feira Arte Mulher faz diferença para o negócio, porque a produção ganha mais visibilidade, que dificilmente seria atingida se não houvesse a exposição no Calçadão. “Somando a feira, a entrega de cartões com os nossos contatos, a página do Facebook e o perfil do Instagram, conseguimos vender bem, mesmo com a pandemia. Isso ajuda a complementar a renda da família”, disse Sara.

No decorrer deste ano, a SMPM ofereceu várias formas de aprendizado para as artesãs, incluindo cursos de estratégias de marketing e publicidade e aulas sobre propaganda. Essa iniciativa teve o apoio dos acadêmicos da Unopar, que produziram peças publicitárias para as artesãs usarem nas mídias sociais. Alunos da Unicesumar também ajudaram, através do projeto Conexão e Aprendizagem, ministrando aulas on-line sobre os mesmos temas.

Todas essas medidas visam a intensificar também o empreendedorismo local. “Por meio da Feira Arte Mulher, as mulheres que moram em Londrina podem expor e comercializar produtos manuais e artesanais. Isso proporciona a elas um espaço de representação, de troca de experiências e capacitação. Também ajuda no fomento da economia local, para a qual é importante o empreendedorismo feminino”, afirmou a secretária municipal de Polícas para Mulheres, Liange Doy Fernandes.

Sobre a Feira

O projeto da Feira Arte Mulher foi reestruturado por meio do Decreto nº 865, de 12 de julho de 2019, disponível na edição n.º 3.837 do Jornal Oficial do Município. O objetivo foi ampliar a participação das artesãs de Londrina na iniciativa. São disponibilizados 44 espaços para a exposição dos trabalhos no Calçadão de Londrina. Em 2019 e 2020, as participantes puderam expor seus produtos em feiras dentro da sede administrativa da Prefeitura e no Projeto de Economia Solidária, além do Calçadão. A Feira Arte Mulher é organizada pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) e acontece mensalmente, do dia 1º ao dia 15 de cada mês.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios