Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Coordenador estadual do Gaeco será homenageado em solenidade nesta sexta-feira (3), às 20 horas, na sala de sessões do Legislativo

Coordenador estadual do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) no Paraná desde 2008, o procurador Leonir Batisti receberá na sexta-feira (3) à noite, em sessão solene na Câmara Municipal, o título de Cidadão Honorário de Londrina. A honraria é concedida por meio da Lei 12.666/2018, proposta pelo vereador Péricles Deliberador (PSC) e sancionada pelo prefeito Marcelo Belinati (PP). A solenidade, agendada para as 20 horas, será realizada na sala de sessões do Legislativo, com transmissão online pelo site www.cml.pr.gov.br e pelo canal da Câmara no Youtube.

Leonir Batisti explica que o Gaeco no Paraná atua em três frentes principais. “No Paraná o Gaeco é uma força-tarefa formada por promotores e pelas polícias militar e civil. O primeiro foco do nosso trabalho é a perseguição aos desvios de agentes públicos. Também assumimos o controle externo da atividade policial e das outras forças de segurança. Por último, atuamos em crimes com conteúdos de organização criminosa, como roubos de cargas e tráfico, quando ele ocorre em escala maior”, exemplifica. Há hoje oito unidades do Gaeco no estado: em Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Francisco Beltrão e Ponta Grossa.

Nos últimos anos, Batisti esteve envolvido em ações importantes no estado, como a Operação Publicano, deflagrada contra auditores, contadores e empresários envolvidos em ilegalidades na Receita Estadual; a Operação Quadro Negro, relacionada ao desvio de recursos destinados à construção de escolas; e o caso que ficou conhecido como Diários Secretos, ligado à apropriação ilegal de dinheiro público da Assembleia Legislativa do Paraná a partir da contratação de funcionários fantasmas.

Histórico

Leonir Batisti nasceu em 7 de setembro de 1952 na cidade de Peabirú, no Centro Ocidental do Paraná. Formou-se em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Paraná em 1974 e concluiu o bacharelado em Direito pela Universidade Católica do Paraná em 1979. Em 1981 foi nomeado promotor de justiça, sendo transferido para Londrina em 1992. Em outubro de 2007 passou a atuar no Gaeco da cidade e no ano seguinte foi promovido a procurador do Paraná, assumindo a coordenação estadual do Gaeco. Desde então segue no cargo e atua de perto em grandes casos solucionados pelo grupo.

Para o vereador Péricles Deliberador, o trabalho de Batisti o faz merecedor da honraria. “O doutor Leonir Batisti é um ferrenho defensor da cidade de Londrina em todas as esferas, e, como procurador, tem realizado um excelente trabalho na coordenação estadual do Gaeco, com resultados positivos em todos os municípios do Paraná no combate ao crime organizado”, afirma. O autor da homenagem lembra que, embora Batisti esteja em Curitiba, o procurador volta à Londrina todos os finais de semana para suas atribuições na Universidade Estadual de Londrina (UEL), onde trabalha desde 2002 e é professor do Departamento de Direito Público.

“Fico em Curitiba durante a semana para fins de trabalho, mas moro em Londrina”, afirma Batisti. Ele diz ter recebido a homenagem prestada pela Câmara com surpresa e orgulho. “É sempre uma honra ter o trabalho reconhecido. Por outro lado, não busco homenagem. A função que desempenhamos muitas vezes desagrada, por isso nunca pensei em receber esse título”.

A lei municipal nº 11.538/2012 estabelece que o título de “Cidadão Honorário de Londrina” destina-se a agraciar pessoa não nascida no município e que “tenha se distinguido por feitos excepcionais em qualquer ramo de atividade, pelo seu extraordinário valor e exemplo como pessoa ou cidadão, pela concessão de benefícios de excepcional relevância ao Município ou por notáveis feitos públicos em prol da comunidade londrinense, paranaense ou brasileira”.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios