Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Jovens vereadores visitaram instituições, secretarias e sugeriram mudanças. Programa de formação política foi ampliado para 2020

A 2ª Legislatura do projeto Câmara Mirim, programa de formação política ofertado pela Câmara Municipal de Londrina (CML), foi encerrada no início da sessão ordinária desta terça-feira (10), aniversário de Londrina. Durante o ano, os jovens parlamentares vivenciaram o cotidiano do Legislativo em dez “sessões” e apresentaram 64 indicações, ou seja, sugestões de projetos de lei e medidas de interesse público, para órgãos públicos e secretarias. Destas, apenas uma foi rejeitada e arquivada, enquanto as demais foram homologadas pelo presidente da CML, vereador Ailton Nantes (PP), e despachadas às autoridades competentes. “Queremos agradecer a participação efetiva de cada vereador mirim, a sua colaboração no desenvolvimento da Casa. Espero que levem para a vida o que aprenderam aqui, independentemente da carreira que seguirão”, afirmou Nantes, em pronunciamento feito durante a solenidade.

Uma das propostas que surgiram na Câmara Mirim foi a criação de um “Vale Cultura” de R$ 30 destinado a alunos da rede municipal. Conforme a sugestão, o valor poderia ser usado em estabelecimentos credenciados como museus, livrarias, teatros e outros espaços culturais. A ideia foi endossada pelo vereador Ailton Nantes (PP) e o plenário da Câmara de Londrina aprovou o envio da indicação nº 4.774/2019 ao prefeito Marcelo Belinati (PP). Como se trata de um projeto de iniciativa exclusiva do Executivo, a Câmara repassou a indicação.

Ao longo de 2019, a Câmara Mirim também discutiu temas como saneamento básico e destinação de resíduos sólidos, além de ter participado de visitas técnicas. Os jovens vereadores estiveram na Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Sanepar, Secretaria Municipal de Saúde e na Prefeitura de Londrina. Na Secretaria de Planejamento, participaram do lançamento da Cartilha do Orçamento Cidadão. Na Secretaria de Governo, conheceram o planejamento e o andamento de obras e projetos do município. Na Chefia de Gabinete entenderam como funciona a dinâmica da agenda do prefeito.

Presidente da Câmara Mirim e aluna do Colégio Sesi, Júlia Souza, de 16 anos, ressaltou que os jovens têm que participar da política e destacou que, em sua atuação, defendeu uma maior participação feminina. “Eu lembro que na minha primeira palavra livre eu falei sobre a falta da representatividade das mulheres na política. Só nós sabemos o que é ser mulher”. Estudante do Colégio Estadual Machado de Assis, a vereadora mirim Maria Luíza Bittencourt Santos, de 14 anos, disse que aprendeu lições para a vida. “Algumas dicas de como falar, de como se desenvolver, de como é importante expressar a opinião e conhecer, porque aqui é a casa do povo e eu não conhecia. Eu gostei muito”, completou.

O professor Breno Peralta Martino, do Colégio Sesi, explicou que três estudantes da instituição participaram diretamente do projeto, mas os outros colegas também foram envolvidos nas discussões. “Eles estão construindo cidadania. Tiveram noções de separação de poderes. Muitas vezes vinham aqui achando que iam fazer coisas que o Executivo faz”, ressalta Martino. Além de professores e alunos, a solenidade de encerramento do programa contou com a presença de representantes de entidades parceiras do projeto: Andréa Militão, da Secretaria Municipal de Educação de Londrina, e Maria Elizabete Barusso Beleze, do Núcleo Regional de Educação.

Câmara Mirim 2019

Participaram da edição 2019 da Câmara Mirim 26 estudantes (19 vereadores mirins titulares e sete suplentes) do 5º ao 9º anos do ensino fundamental e também do ensino médio, uma novidade nesta legislatura, a segunda realizada pela Escola do Legislativo da Câmara de Londrina. Os jovens parlamentares foram eleitos pela comunidade da escola onde estudam: as públicas Hikoma Udihara, Machado de Assis, Josemaria Escrivá, Olavo Garcia e as particulares Pontual, Educativa e Sesi.

Para a próxima edição do programa, o número de participantes saltou para 38. Os vereadores mirins da Legislatura 2020 foram diplomados no dia 27 de novembro e serão empossados em cerimônia marcada para 8 de fevereiro de 2020.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios