Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Projeto a ser apresentado por comissões permanentes visa a criação de regras para a contratação de seguranças particulares nos estabelecimentos

Na segunda reunião sobre o tema esta semana, os vereadores Jamil Janene (PP) e Jairo Tamura (PL), presidentes, respectivamente, das comissões de Finanças e Orçamento e de Segurança Pública da Câmara, e Péricles Deliberador (PSC), membro da Comissão de Segurança, discutiram as medidas que devem ser tomadas para evitar problemas registrados atualmente em regiões de concentração de bares e restaurantes de Londrina. Entre as providências imediatas está a solicitação, por meio de ofícios à Companhia Municipal de Trânsito (CMTU) e à Sercomtel Iluminação, de melhorias na sinalização e na iluminação pública no trecho da Rua Paranaguá (Centro) com maior número de estabelecimentos do gênero.

No encontro, que foi realizado na Secretaria Municipal de Governo e contou com a presença do secretário municipal do Ambiente, José Roberto Behrend; do secretário municipal de Fazenda em exercício, Fábio Tanno; do diretor de Fiscalização de Atividades Econômicas da Secretaria Municipal de Fazenda, Carlos Roberto Leandro, e do assessor de gabinete da Secretaria de Governo, Rodrigo Victor da Silva, também ficou decidido que as duas comissões permanentes da Câmara irão apresentar um projeto de lei com alterações no Código de Postura do Município (lei nº.11.468/2011) para regulamentar a contratação de seguranças particulares em casas noturnas, bares, restaurantes e similares.

Agressões - As discussões coordenadas pelos vereadores foram motivadas por episódio registrado na madrugada de domingo (14), quando integrantes de uma família foram agredidos por seguranças de um bar na área central de Londrina. “Nosso objetivo é melhorar a legislação para garantir mais segurança à população que frequenta estes estabelecimentos”, frisou Jamil Janene. Na próxima quarta-feira (24) o grupo deve voltar a se reunir na Secretaria Municipal de Governo para avaliar as medidas já tomadas e a necessidade de novas providências.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios