Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa (CIDOSO) do Congresso Nacional, deputada Lídice da Mata, respondeu ao ofício enviado pela Comissão que Defende os Direitos da Criança, Adolescente, Idoso e da Pessoa com Deficiência (Criai), da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), pedindo providências no caso da idosa de 84 anos que sofreu maus tratos em uma agência bancária de Londrina, na última quarta-feira (26). Segundo ofício enviado pela equipe da CIDOSO, o caso será apresentado na próxima Reunião Deliberativa da Comissão da Câmara dos Deputados para que as devidas providências sejam tomadas em conjunto com os integrantes. 

“Fomos prontamente atendidos pela Comissão dos Direitos da Pessoa Idosa e vamos acompanhar o desenrolar deste fato na CIDOSO”, disse o deputado Cobra Repórter, presidente da Criai. A Criai também fez representações junto ao Ministério Público e à Presidência da Instituição Financeira para repudiar a insensibilidade do agente bancário responsável pelo pagamento do benefício.

O caso

Dona Lázara Maria de Souza, de 84 anos, tem Mal de Alzheimer e foi levada pela filha até uma agência bancária do Calçadão de Londrina para fazer prova de vida. Como estava chovendo, a filha pediu ao gerente que fosse até o estacionamento tirar a prova de vida, mas o gerente se recusou. Na tentativa de levar a idosa até a agência, a cadeira de rodas tombou na rampa de acesso ao banco e a idosa acabou se machucando: fraturou o braço e teve traumatismo craniano leve.

Meire Bicudo/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios