Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Edital está disponível no site da COHAB, que pretende investir até R$ 1.984.787,20 para melhorias e infraestrutura no novo bairro

A Companhia de Habitação de Londrina (COHAB) contratará uma empresa especializada na construção civil, para a execução da infraestrutura completa em quatro lotes da Gleba Patrimônio Londrina. O objetivo é fazer a regularização fundiária dos terrenos de propriedade da COHAB-LD, que formarão um novo bairro na zona leste, chamado Jardim São Rafael II.

O Edital completo está disponível no site da Companhia (clique aqui). Ele refere-se ao processo licitatório de disputa fechada, na forma presencial, de menor preço, conforme a lei federal nº 13.303/16. Por isso, a documentação deve ser entregue até às 12 horas, do dia 4 de março, na sala de Licitações e Contratos da COHAB (Rua Pernambuco, 1.002). A abertura e avaliação das propostas será às 14h30 do mesmo dia. Os interessados podem sanar as dúvidas pelos telefones (43) 3315-2266 ou (43) 3315-2269.

Com as obras será possível regularizar os terrenos localizados nas proximidades da Rua Paulo Augusto dos Santos com a Rua Valter Oldemburgo, ao lado do bairro São Rafael I. Com isso, o município espera conceder toda a infraestrutura necessária para a regularização do núcleo habitacional, que se chamará Jardim São Rafael II.

Atualmente, mais de 100 famílias residem naquela localidade de forma precária, sendo que algumas estão assim há cerca de 20 anos. “Ela é uma obra muito significativa na vida dos londrinenses, porque as famílias estão vivendo na irregularidade e de forma insalubre. O município está reconhecendo essas famílias, levando dignidade e cidadania para elas. Com a regularização fundiária, elas terão a titularidade do imóvel, um endereço com número, com melhorias habitacionais, iluminação elétrica com lâmpada de LED, ligação à rede de água e esgoto e asfalto”, explicou o Diretor Presidente da COHAB, Luiz Candido de Oliveira.

O vencedor da licitação deverá fazer, em 10 meses, os serviços de infraestrutura nos lotes 48-D1, 48-E, 49-B1, 49-C. O edital prevê a execução da topografia do terreno, a remoção de entulhos, a terraplanagem, a construção de meio fio, calçadas, pavimentação, sinalização viária e arborização, a execução da rede de captação de água pluvial, de distribuição de água, rede coletora de esgoto, rede de energia elétrica e a iluminação pública. O valor máximo que a companhia pretende pagar é de R$ 1.984.787,20 com recursos próprios da

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios