Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é mostrar às crianças a importância de entender as diferenças; equipe também vai participar de jogo com os pais dos alunos

O time de basquete de cadeirantes da Universidade Estadual de Londrina (UEL) vai participar de um bate-papo com alunos do 1º ano do Ensino Fundamental do Colégio Marista Londrina. Além da conversa, que está marcada para hoje, 02, os estudantes poderão assistir a um jogo que será realizado na instituição. Pais ou responsáveis pelos alunos também foram convidados para assistir e participar da partida.

A atividade faz parte do Projeto de Intervenção Social (PIS) dos alunos do Colégio, que tem como objetivo estudar o preconceito em relação às pessoas com deficiências. ‘‘Queremos que nossas crianças saibam e entendam as diferenças para que tenham uma atitude de respeito com todos’’, disse a professora da turma, Simone Garcia. E, uma forma concreta e significativa de saberem e aprenderem sobre isso, é o diálogo com pessoas que, possivelmente, já passaram por situações de preconceito por serem, muitas vezes, classificadas como ‘diferentes’ ou ‘fora do padrão’. “Com essa troca, pretendemos que as crianças não só exercitem a empatia, como também percebam o quanto os pré-conceitos desconectam as pessoas, adquirindo uma postura acolhedora e respeitosa’’, completou a coordenadora do Ensino Fundamental Anos Iniciais do Colégio Marista Londrina, Gislaine Gracia Magnabosco.

A conversa e o jogo estão marcados para acontecer a partir das 10h no Colégio Marista Londrina.

Asimp/Rede Marista de Colégios

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios