Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.


Há 20 anos em Londrina, escola cresceu com os alunos e aposta na união entre a formação escolar e incentivo ao esporte

A Câmara Municipal de Londrina entregará o Diploma de Reconhecimento Público ao Colégio Ética de Londrina durante cerimônia oficial amanhã (20), às 20 horas, na sala de sessões do prédio do Legislativo. O evento contará com transmissão online pelo site www.cml.pr.gov.br e pelo canal da Câmara no Youtube. Há 20 anos no município, a escola iniciou sua história atendendo poucas crianças de berçário e pré-escola e hoje tem aproximadamente mil alunos, da educação infantil ao ensino médio. No início deste ano, a instituição também abriu uma unidade em Ibiporã. A homenagem é feita por meio do Requerimento 293/2018, de autoria do vereador Jairo Tamura (PR).

O Colégio Ética abriu as portas no dia 8 de janeiro de 1998. Começou pequeno, por iniciativa da hoje pedagoga e psicopedagoga Higinia Fabiana de Oliveira Nóbrega, em uma casinha alugada no Conjunto Roseira, zona sul de Londrina, com 50 crianças de berçário e pré-escola. “Na época eu tinha 18 anos apenas e estava iniciando o Magistério. Abri a escola com o apoio do meu pai e da minha mãe, que já trabalhava como merendeira. Desde o início a proposta era prestar atendimentos individualizados, olhando as necessidades de cada um dos alunos”, conta Fabiana, diretora-geral da escola.

Diante da procura crescente, o espaço do Conjunto Roseira logo se tornou insuficiente e cerca de um ano após a inauguração a escola precisou de uma nova sede. A mudança de endereço ocorreu outras vezes ao longo do tempo, sempre com o objetivo de atender às necessidades das famílias. Segundo Fabiana, o colégio cresceu no mesmo ritmo dos alunos. À medida que os primeiros estudantes ficavam mais velhos, a instituição se adaptava: antes que os pais começassem a procurar outra escola, para o início do ensino fundamental, receberam a notícia de que o colégio passaria a ofertar aulas também do 1º ao 5º ano. Depois, o mesmo aconteceu do 6º ao 9º ano e no ensino médio. Atualmente o Colégio Ética funciona em um imóvel na Avenida Santos Dumont.

Incentivo ao esporte

Ex-ginasta, Fabiana conta que a escola é forte apoiadora do esporte na cidade, a partir da oferta de bolsas de estudo nos ensinos fundamental e médio para atletas que atuam tanto nas equipes da escola quanto em clubes da cidade. Ao lado do marido e diretor de esportes do colégio, Frank Gomes da Nóbrega, ela trabalha para que estudantes de baixa renda tenham a oportunidade de dar nova direção às suas vidas fora das competições. “As bolsas são ofertadas para alunos de 12 a 17 anos, e podem chegar a 100% do valor da mensalidade dependendo da situação financeira do estudante. Temos vagas para futsal, atletismo e taekwondo”, afirma. A sala de troféus do colégio mostra que o esforço tem trazido resultados. Em 2014, a equipe de futsal masculino da escola foi campeã nacional dos Jogos Escolares da Juventude na categoria Sub 15.

Na justificativa do requerimento, o vereador Jairo Tamura ressalta que “nestes 20 anos, com todos os serviços prestados à comunidade, é inegável a importância dessa instituição de ensino na formação e educação de crianças e adolescentes, contribuindo para uma sociedade mais esclarecida, justa e fraterna”. Segundo Fabiana, a equipe do colégio recebe com gratidão o Diploma de Reconhecimento Público. “Recebemos essa homenagem com a sensação de missão cumprida, de termos colaborado com o crescimento da cidade”, diz. Conforme a Lei Municipal nº 11.538/2012, o objetivo da honraria é “agraciar pessoa física ou jurídica que, pela sua atuação ou pela sua qualidade humana, cívica, intelectual, política ou profissional, tenha se destacado em âmbito municipal, estadual, nacional ou internacional”.

Marcela Campos/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios