Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Na sua reunião mensal, a Comissão de Infraestrutura de Londrina e região debateu o andamento das obras prioritárias para Londrina e, excepcionalmente, contou com a presença do Comandante da Regional Norte da PM, Ten Cel Hiberaldi Correia Lima, para falar das mudanças no policiamento da região, incluindo a transformação da 4ª Companhia Independente da Polícia Militar de Londrina em Batalhão, além da mobilização para a Companhia Independente da PM em Cambé. A Comissão faz uma avaliação do andamento das obras e de projetos, sendo elas a Trincheira Bratislava/Avenida Brasil, comas obras iniciadas, e Viadutos Angelina Vezozo e da PUC, A maior expectativa nesse momento está na publicação da licitação para a duplicação da PR-445 de Irerê a Mauá da Serra.

 “A licitação seria lançada agora, mas o DER fez uma solicitação de ajuste no acesso à Lerroville”, afirmou o deputado Tiago Amaral.

A obra é aguardada há mais de 30 anos pelos moradores. Ligação entre as duas maiores cidades do Estado, a PR-445 tem apenas 15 km dos 65 km duplicados, e contou com investimento do Governo do Estado de R$ 93,4 milhões. O projeto para recuperação e duplicação foi pago pelo Governo do Estado e será a base para a licitação da modernização de mais 49,7 quilômetros da rodovia.

A duplicação da PR-445 chegou a ser incluída entre as obras na nova concessão de pedágio, mas após forte mobilização de toda a sociedade, o Governo anunciou que fará a duplicação com recursos próprios, compromisso que havia assumido com a Comissão de Infraestrutura.

Obra

A continuação da obra prevê a modernização de mais 49,7 quilômetros da rodovia. O projeto é dividido em dois subtrechos.

O primeiro tem início no entroncamento com a BR-376, no perímetro de Mauá da Serra, onde serão incorporadas faixas de aceleração e desaceleração dos veículos que fazem conversões pela rodovia federal, sem alterar o viaduto existente. A extensão é de 26,8 quilômetros e vai até o cruzamento da via estadual com o acesso ao distrito de Lerroville.

O segundo subtrecho inicia no acesso a Lerroville e segue pelos 22,9 quilômetros subsequentes, até o quilômetro quilômetro 50 da PR-445.

No acesso ao município de Tamarana e ao distrito de Lerroville serão construídas interseções em desnível (viadutos e trincheiras) e interligadas por meio de marginais, formando um binário entre as duas. Nos entroncamentos com a PR-538, acesso para Guaravera, e com a PR-532, acesso a Taquaruna, também estão previstas interseções em desnível. Serão alargadas ainda as seis pontes existentes no trecho e definidas soluções para as estruturas com histórico de alagamento.

Rosi Guilhen/Asimp/Deputado Tiago Amaral

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.