Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A lei municipal  sobre a venda de armas de brinquedos passou a valer sem aplicação de sanções, mas a campanha prossegue em prol de uma cultura de paz e não violência

O Conselho Municipal de Cultura de Paz (COMPAZ), com o apoio da ONG Londrina Pazeando, realiza várias ações que incentivam uma cultura de paz e não-violência. Uma destas ações é a campanha “Arma não é brinquedo… dê abraços!”, que tem como objetivo sensibilizar os lojistas locais a não comercializarem esses tipos de brinquedo, incentivando-os a participarem da campanha pela paz e estímulo a não violência.

De acordo com o secretário do COMPAZ e gestor da ONG Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi , o Município foi considerado uma das únicas cidades do país a ter uma política pública em relação ao desarmamento infantil e ao controle de venda de armas de brinquedo. No entanto, mediante uma decisão do Tribunal de Justiça (TJ-PR) e da Câmara de Vereadores, a Lei Municipal n° 9.188 de 2003, que determinava a proibição da venda de armas de brinquedo em Londrina, sofreu alterações. Foram suprimidos três artigos com relação às penalidades, entre multas e suspensões de alvarás. A partir de agora, a lei passa a valer sem a aplicação das sanções.

Galhardi explica que tal medida não descaracteriza todo o trabalho realizado pelo Conselho ao longo desses anos e salienta, também, que a proposta educacional da campanha já alcançou muitos londrinenses. “Estamos com mais de 120 lojas que têm o selo. Elas aderiram à campanha pela proposta de educar as crianças e adolescentes para a não-violência. Mesmo com a mudança na lei, isso não irá modificar uma cultura que foi adquirida pelo comércio e pelos pais na cidade de Londrina. É uma lei de reflexão. Foi possível refletir para estabelecermos uma cultura nova nesta área da arma de brinquedo”, disse.

O secretário do COMPAZ destacou que a entrega dos selos é uma atividade realizada na campanha há mais de dez anos e continuará como parte do trabalho de conscientização da ação. A décima edição de certificação pela campanha será realizada em novembro e irá contemplar mais de 120 lojistas que não comercializam armas de brinquedo em seus estabelecimentos.

Para os comerciantes que tiverem interesse em participar, é necessário preencher um formulário de requisição do selo, que fica disponível no site da Câmara (clique aqui) e, posteriormente, protocolar na Prefeitura de Londrina. As medidas, como a renovação do selo, continuam e, a cada dois anos, os comerciantes precisam passar pela certificação para renovarem a adesão à campanha.

Papel educativo

O acesso a armas de brinquedo é considerado, pelo Conselho, um risco às crianças e adolescentes, visto que pode estimular impulsos violentos e facilitar ocorrências com armas de fogo verdadeiras. Desta forma, a ação da campanha e o trabalho realizado pelo COMPAZ, buscam fortalecer a cultura de paz por meio da reflexão e conscientização, estimulando o diálogo para a resolução dos conflitos.

Outras ações

O conselho junto ao Londrina Pazeando realiza diversas outras ações. Neste ano, por causa da pandemia da Covid-19, as atividades acontecem virtualmente, como palestras, que acontecem em forma de videoconferências e são realizadas semanalmente, além de outras atividades, como o Abraço no Lago pela Paz, que será celebrado de forma on-line.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios