Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Unidade conta com infraestrutura e equipamentos completos para atendimento de casos leves

Desde o início da pandemia, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabará tem desempenhado um papel importante no atendimento de pacientes que apresentam sintomas de infecção pelo novo coronavírus. No momento, o local atende exclusivamente pessoas com síndromes respiratórias, presta auxílio inicial e, se houver necessidade, realiza o encaminhamento de pacientes para a internação. A coordenadora de enfermagem da unidade, Kátia Fermino, frisou que a UPA possui a infraestrutura específica para este tipo de atendimento. “Nós somos uma unidade de estabilização. Quando recebemos um paciente com dificuldades respiratórias, nós o auxiliamos fornecendo medicações e tratamentos como oxigenoterapia para tratar os sintomas. Após a realização de exames, esse paciente pode vir a ser transferido para o hospital, onde será internado em leito de enfermaria ou na UTI”, explicou.

A solicitação de transferência é feita à central de regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que, com base nas informações fornecidas pela UPA Sabará, direciona o paciente para um leito de enfermaria ou UTI dos hospitais da rede e envia a ambulância com os equipamentos adequados para o transporte do paciente. Segundo Kátia, nas ocasiões em que a condição do paciente piora enquanto ele aguarda a transferência, o atendimento de emergência é realizado na própria Unidade. “A UPA tem 16 leitos de enfermaria e quatro leitos de estabilização. Contamos com equipamentos como respiradores, ventiladores e desfibriladores que são usados no tratamento dos pacientes em condições mais críticas, até que a transferência possa ser feita”, ressaltou.

Cuidados e conscientização

O atendimento constante a casos da Covid-19 exige que a equipe que trabalha na UPA Sabará tome precauções específicas de saúde e segurança. Todos os servidores da unidade trabalham com uniformes privativos, que só podem ser usados no interior da UPA. Estas vestimentas incluem equipamentos de segurança como aventais, luvas, óculos de proteção e máscaras cirúrgicas. A paramentação dos profissionais varia conforme o tipo de atendimento realizado e o potencial de exposição ao vírus.

Além disso, a higienização das dependências da unidade vem sendo feita em uma frequência muito maior. A equipe responsável pela limpeza tem aplicado produtos de desinfecção no piso, paredes e equipamentos da unidade, com o objetivo de tornar o espaço mais seguro para os profissionais de saúde e pacientes que frequentam a unidade. De acordo com Kátia, este trabalho deve ser acompanhado da conscientização e senso de responsabilidade por parte da população. “As pessoas precisam ter consciência de que a Covid-19 é uma doença séria. Aqui na UPA, nós vemos todos os dias como a falta de ar causa sofrimento para os pacientes em estado grave. Também vemos casos de várias mortes em pessoas da mesma família. Não é o momento para atitudes inconsequentes. As pessoas devem evitar todo tipo de aglomeração, pois ao fazer isso estão contribuindo para preservar as suas vidas e as dos outros”, enfatizou.

Atendimento

Pessoas que apresentem os sintomas leves de infecção por coronavírus, que incluem mal-estar, tosse, alterações no olfato e paladar, sensação de cansaço, dor de cabeça, dor de garganta e febre, devem procurar uma das seis unidades básicas de saúde (UBSs) que atualmente atendem de forma exclusiva os casos suspeitos de Covid-19. Os pontos disponíveis são as UBSs Jardim Guanabara (centro), Bandeirantes (oeste), Ouro Branco (sul), Chefe Newton e Maria Cecília (norte), e Vila Ricardo (leste). Os atendimentos ocorrem das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. Caso os sintomas sejam mais graves, incluindo falta de ar e dificuldades respiratórias, a recomendação é que o paciente se dirija à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sabará, na região oeste, que atende exclusivamente demandas relacionadas ao coronavírus.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios