Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Estão sendo construídos, ao mesmo tempo, cinco novos centros de educação e uma escola municipal na Warta; outras seis escolas passam por ampliação

Um novo cenário na educação municipal vem se consolidando em Londrina, por meio de um projeto de reestruturação desenvolvido pela Prefeitura, que está trabalhando de forma intensa para beneficiar moradores de todas as regiões da cidade. No momento, estão sendo construídas ao mesmo tempo cinco creches em bairros diferentes, e uma escola municipal no distrito da Warta. Além disso, outras seis unidades escolares passam por obras de ampliação e adequação. O prefeito Marcelo Belinati determinou que a proteção social às crianças seja prioridade no Município.

Os serviços ocorrem, paralelamente, em bairros das áreas norte, sul, leste, oeste e também na zona rural. As ações integram o planejamento que a administração desenvolve para aprimorar a qualidade dos equipamentos públicos educacionais. Isso proporcionará maior oferta de escolas e também de vagas para alunos, principalmente na educação infantil e no ensino fundamental.

Está previsto, para este ano, um aumento de 5 a 10% no número de vagas na rede municipal. A variação dependerá da data de inauguração das obras e quais serão os anos em que os alunos serão matriculados. O foco principal desta política é dar suporte às famílias de baixa renda que necessitam de atenção especial do poder público.

Em 2019, a população receberá cinco creches, que já estão em fase de construção. Os espaços estão previstos para serem entregues no segundo semestre deste ano. Apenas nas creches, serão cerca de 700 vagas geradas para atender crianças de 0 a 5 anos, entre turmas de período integral e parcial.

As creches estão sendo construídas no distrito de Lerroville, no Residencial José Bastos de Almeida (região sul), Jardim Tarumã (leste), e nos jardins Belleville e Santa Cruz (norte). O custo total perfaz o montante de R$ 11.280.355,33.

Segundo a secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, a série de obras que estão sendo executadas significam um grande avanço no atendimento de qualidade aos alunos da Rede Municipal de Ensino. “As ações são de grande importância para proporcionar melhorias na estrutura física e dos ambientes ideais de aprendizagem das unidades escolares. Outro fator é o aumento de vagas disponíveis na cidade”, destacou.

O distrito da Warta será contemplado com a construção da nova sede da Escola Municipal Edmundo Odebrecht, que começou a ser erguida do zero e passará a funcionar em outro endereço. Esta unidade ocupa atualmente as dependências de um prédio do Estado na Rua Eduardo Cebulski, 112. A nova escola ficará na Rua Luiz Antonio Cupini, s/n. A previsão de entrega é para o primeiro semestre de 2020.

Esta escola distrital atende hoje 201 alunos e a nova escola terá capacidade para atender 552 alunos do ensino fundamental. O novo prédio terá 11 salas a mais, nos 1.863 metros quadrados de área total que será construída. A obra custará R$ 3.750.000,00 ao todo.

Outras seis escolas municipais estão sendo ampliadas e terão novas salas e espaços para aperfeiçoar a estrutura física existente. Na região leste, a obra da Escola Francisco Pereira de Almeida Júnior, no Conjunto Guilherme Pires, está em fase final de execução e será entregue em breve. O prédio conta com um novo anexo para educação infantil com quatro salas de aula, e também outro bloco com mais quatro salas. Também estão quase concluídos os serviços na Escola Prof. Moacyr Teixeira, que fica no Conjunto Maria Cecília, na região norte, com duas salas e demais dependências.

A Escola Municipal Prof. José Gasparini, no Conjunto Farid Libos, região norte, é mais uma que ganhará um novo bloco de educação infantil, já em fase final de construção. Os serviços de ampliação ainda estão em curso nas escolas Carlos Kraemer, Jovita Kaiser e Neyman Sahyun.

Somadas, todas as sete escolas municipais, que estão recebendo este pacote de obras da Prefeitura, atendem mais de 2.100 estudantes. O montante dos serviços é de aproximadamente R$ 11 milhões. Os recursos são provenientes de caucionamentos, com obras custeadas por empresas que construíram loteamentos na cidade.

Entregas recentes

Na semana passada, dia 4 de abril, foi entregue a obra de ampliação da Escola Municipal Ruth Ferreira de Souza, no Parque Universidade. A estrutura engloba três salas de aula e uma sala para atividades em contraturno escolar, uma biblioteca para o uso de todos os alunos, área de circulação e uma passarela coberta.

O investimento foi de R$ 706.172,00. A unidade atende 212 crianças matriculadas, 22 jovens e adultos que frequentam a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e cerca de 60 estudantes matriculados no Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos (CEEBJA).

Pouco antes, no final de março, foi inaugurada a Escola Municipal Professor Joaquim Pereira Mendes, no Jardim Colina Verde. O local atende 483 alunos, do P4 ao 5º ano. Compõem a sede novas áreas administrativas, pedagógicas e de serviço, além de 12 salas de aula, distribuídos nos 1.472,33 metros quadrados de área construída. Ao todo, foram investidos R$ 3,5 milhões nesta obra.

Investimentos

As obras dos cinco CMEIs são frutos da parceria firmada entre a Prefeitura e o Governo Federal, pelo Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância).

Para executar os trabalhos, o Município está investindo o montante de R$ 11.280.355,33. Deste total, R$ 4.321.364,04 são aplicados pelo Executivo e R$ 6.958.991,29 provenientes do Governo Federal, em recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Além dos investimentos com as obras, a Secretaria Municipal de Educação fará a aquisição de mobiliários novos e equipamentos necessários para atender as unidades.

Atualmente, a Secretaria Municipal de Educação atende 43.856 alunos que estão matriculados do berçário ao EJA. Em funcionamento, hoje São 87 escolas municipais e 33 creches municipais além de 54 centros de educação infantil(CEIs) que possuem convênio com o Município. Cerca de 4.800 professores trabalham na rede municipal.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios