Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Instalação de uma das maiores empresas de Tecnologia da Informação chamou a atenção do diplomata para os potenciais de Londrina

Ontem (18), o prefeito Marcelo Belinati recebeu a visita do cônsul-geral da Índia em São Paulo, Amit Kumar Mishra, na sede administrativa da Prefeitura de Londrina. A comitiva contou com a presença do representante-geral (Country Head) no Brasil da empresa Tata Consultancy Services (TCS) e responsável pelo Banking, Financial Services & Insurance Business Units na América Latina (BFSI Head), Tushar Parikh, e do diretor do Delivery Center da TCS em Londrina, Parameswaran Ramani.

Durante o encontro, foram apresentados os potenciais que Londrina oferta para a atração de empresas do segmento de Tecnologia da Informação e de Inovação, como o Hub de Inteligência Artificial que o SENAI instalou na cidade, a construção do Tecnocentro – que está sendo feita pela Prefeitura -, a disponibilidade do polo universitário diversificado e qualificado, com mais de 40 mil alunos e pesquisadores; além das mais de duas mil empresas voltadas à Tecnologia da Informação (TI) e 500 startups que se instalaram aqui.

“Temos uma agenda muito corrida, mas pela conversa que tivemos com o prefeito surgiram várias ideias de intercâmbio cultural e de rodadas de negócios. A Índia, graças à TCS, já começou a construção desse caminho com Londrina, mas ainda há muito o que ser explorado. Hoje, as cinco maiores empresas de TI já estão presentes no território brasileiro e oferecem soluções no âmbito privado e para a administração pública. Ficaria feliz em realizar esse intercâmbio para a vinda de novas empresas”, afirmou o cônsul indiano.

Após a apresentação sobre o município de Londrina, Mishra disse que ficou feliz em perceber que Londrina tem um bom ecossistema na área de Tecnologia da Informação e de startups. “Gostaria de, em um futuro muito próximo, poder levar essas startups para conhecerem a Índia e que as indianas viessem conhecer o Brasil e Londrina. Na semana passada, fizemos uma conferência com o governo brasileiro falando sobre o potencial de desenvolvimento conjunto dessa área entre Brasil e a Índia”, lembrou.

O prefeito também apontou que a oportunidade de ter uma sede da TCS instalada no município é extremamente relevante para o crescimento e o desenvolvimento tecnológico local. Isso porque, a TCS é a segunda maior empresa de Tecnologia da Informação (TI) do mundo e está chegando a quase mil empregos diretos em Londrina.

A intenção dos executivos da TCS é construir, aqui, o segundo polo mundial da empresa. “Londrina teve a grata satisfação de receber a TCS e, hoje, a visita do cônsul-geral da Índia. Isso mostra que os olhos do mundo empresarial estão voltados para Londrina: uma cidade que tem potencial para o crescimento tecnológico. São várias ações como o Tecnocentro, a organização do arranjo produtivo local, a instalação de mais de duas mil empresas de tecnologia e o HUB de Inteligência Artificial, que se somam e formam uma condição ímpar para o desenvolvimento de empresas de TI. Pouquíssimas cidades brasileiras têm esse potencial”, acredita Marcelo.

O Country Head da TCS no Brasil também elucidou que a instalação do conglomerado indiano em Londrina foi um dos principais pontos que chamaram a atenção do cônsul-geral para o Município e uma possível atração de novos negócios. “O cônsul-geral quis ver o que a TCS faz em Londrina e qual a prospectiva de outras empresas firmarem parcerias grandes na cidade. Costumamos falar que Londrina é o nosso pilar do futuro crescimento da empresa no Brasil. O ecossistema de inovação de Londrina nos permite trabalhar juntos, o que ajuda bastante o nosso crescimento e de nossos clientes, assim como de todo ecossistema”, ressaltou Parikh.

De agosto de 2018 até o momento, a TCS já contratou mais 850 funcionários em Londrina e conta, atualmente, com mais de 1.200 postos de trabalho no escritório brasileiro. Por representar um dos segmentos mais fortes na Índia, que é a Tecnologia e a Inovação, o fechamento da agenda de visitas oficias do cônsul-geral foi no escritório desta empresa. “Isso para nós é muito importante, porque é uma conexão que a TCS traz para Londrina. A empresa está chegando a mil empregos. Isso faz muita diferença para atrair novos investimentos e negócios para a nossa cidade, porque somos a maior cidade em densidade do Paraná em startups, a 10ª no Brasil e temos diferenciais competitivos. Estamos abertos para novos negócios”, convidou o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), Bruno Ubiratan.

Após visita ao gabinete do prefeito, a comitiva foi até o monumento que homenageia o líder pacifista indiano Mahtma Gandhi, conhecido mundialmente por reivindicar o fim do colonialismo britânico e a independência da Índia sem o uso da violência. O busto deste líder foi restaurado pela Prefeitura de Londrina, onde foram colocadas as cores da bandeira indiana.

Além de conhecerem esses e outros pontos turísticos da cidade, as autoridades seguiram para a sede do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), onde fica o Hub de Inteligência Artificial.

Desde 2019, o cônsul-geral da Índia em São Paulo reside e exerce o cargo na capital paulista. Antes disso, ele já representou seu país em Perth (Austrália), no Egito, na Arábia Saudita e no Afeganistão. Mishra é diplomata de carreira desde 2004, fala hindi, inglês e árabe e já ocupou o cargo de subsecretário no Ministério das Relações Exteriores, lidando com as relações Índia-Estados Unidos, entre 2011 e 2014.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios