Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Medidas foram tomadas pela Mesa Executiva ontem (16) diante do avanço do coronavírus no Paraná. População poderá acompanhar as sessões ao vivo pelo site da Câmara

Em reunião extraordinária no fim da tarde de ontem (16), a Mesa Executiva da Câmara de Vereadores de Londrina decidiu suspender as sessões solenes, audiências públicas, viagens oficiais, empréstimos da sala de sessões para partidos políticos e os programas Câmara Mirim e Escola na Câmara, de visitas ao Legislativo, em virtude do avanço do coronavírus.

As sessões ordinárias e as reuniões públicas das comissões permanentes terão acesso restrito. Em plenário, poderão estar apenas os vereadores, um assessor por parlamentar e servidores indispensáveis ao trabalho, além dos profissionais de imprensa previamente cadastrados e durante o período estritamente necessário à elaboração da reportagem. Não será permitido o acesso do público às galerias. A população poderá acompanhar as sessões ordinárias, ao vivo, pelo site da www.cml.pr.gov.br e pelo Canal da Câmara de Londrina no YouTube.

O presidente da Câmara de Londrina, vereador Ailton Nantes (PP), ressaltou que as restrições ao público são formas de precaução para evitar a propagação do vírus e destacou que não haverá prejuízos para a população acompanhar o trabalho do Legislativo. "Seria muito interessante que o munícipe criasse esse hábito de acompanhar as sessões da Câmara através do canal no YouTube, até porque ali ele tem uma visão bem ampla, bem melhor e mais confortável porque pode assistir de qualquer lugar", argumenta.
As medidas são válidas inicialmente pelo prazo de dois meses, com reavaliações feitas semanalmente, exceto as sessões solenes que somente serão retomadas após as eleições, em outubro.

Os servidores da Câmara e vereadores que se enquadrem nos grupos de risco estabelecidos pelo Ministério da Saúde, como idosos, gestantes, pessoas com doenças crônicas, entre outras, entrarão em regime de ponto facultativo, não sendo computada falta, com a sugestão de que permaneçam em casa. A regra também vale para funcionários e parlamentares que retornaram do exterior, em países considerados de risco pelo Ministério da Saúde, e os que apresentem sintomas de gripe. Está em estudo a possibilidade de trabalho remoto por parte destes servidores.

As medidas foram tomadas por quatro dos cinco vereadores que compõe a Mesa Executiva: Ailton Nantes (PP), presidente; Eduardo Tominaga (DEM), vice-presidente; Daniele Ziober (PP), 2º secretário; e Amauri Cardoso (PSDB), 3º secretário. Felipe Prochet (PSD), 1º secretário, não participou da reunião pois não estava na cidade.

O motivo de preocupação é o avanço do coronavírus. No último boletim, divulgado ontem (16) pela Secretaria Estadual de Saúde, o Paraná registra 6 casos da doença. Londrina não tem confirmação de pessoas infectadas pela covid-19, porém há 11 casos sob suspeita, aguardando resultado de exames laboratoriais. O presidente da Câmara de Londrina, Ailton Nantes (PP) afirma que a restrição nos eventos públicos do Legislativo Municipal é uma cautela, em face da doença. “Embora tenhamos as informações oficiais, nós não sabemos qual o estágio da evolução deste vírus aqui no Paraná. Nós queremos é tentar inibir o coronavírus antes da sua evolução”, argumenta.
Outras ações

A Câmara de Londrina reforçou as medidas para conter a covid-19. Atualmente, há nove dispensadores de álcool em gel instalados nos corredores da Casa, para uso dos servidores e do público, e já foi solicitada a colocação de equipamentos extras à empresa fornecedora do produto. Também foram distribuídos recipientes de álcool em gel para ficarem nas mesas nos departamentos do Legislativo Municipal e na sala de sessões.

A recomendação também é que os funcionários abram as janelas e as portas das salas para que haja circulação de ar. A limpeza de maçanetas e corrimãos será realizada mais de uma vez por dia, pelos zeladores da Casa.
Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios