Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Iniciativa é uma parceria entre as secretarias municipais de Agricultura e Abastecimento e do Idoso; inscrições para as últimas vagas pelo telefone 3375-0334

O Centro de Convivência da Pessoa Idosa "Benedito Camargo Sobrinho" (CCI) Oeste recebe nesta sexta-feira (25), às 14 horas, a oficina de Aproveitamento de Alimentos. Ainda estão abertas as últimas inscrições das 15 vagas que foram disponibilizadas para essa edição do curso. A atividade é direcionada a pessoas com 60 anos ou mais, e os interessados em participar podem entrar em contato pelo telefone 3375-0334 para obter mais informações.

A iniciativa é uma realização da Secretaria Municipal do Idoso em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. O curso será ministrado pela diretora de Abastecimento da SMAA, Maria Inez Passini Lima, e tem custo de R$6 para a aquisição dos alimentos que serão utilizados. A sede do CCI Oeste fica na Rua Pedra Selada, 111, no Jardim Bandeirantes, na região oeste. No dia 15 de maio, o mesmo curso já havia atendido cerca de 15 idosos do CCI Leste.

De acordo com Maria Inez, que coordena ações de educação alimentar pela Prefeitura há 22 anos, o curso tem como proposta estimular a população a ter um melhor aproveitamento dos alimentos. “Extrair os potenciais e riquezas nutritivas de alimentos como verduras, frutas e legumes ajuda as pessoas a adquirirem hábitos alimentares mais saudáveis e também possibilitam economia financeira. O curso já alcançou muitos públicos em Londrina, inclusive o de idosos em outras ocasiões. Estamos à disposição da comunidade para levar essa oficina a quem tiver interesse em aprender mais sobre o assunto”, destacou.

A diretora ainda disse que o encontro é um momento que o público idoso tem para obter conhecimentos práticos que podem ser aplicados na alimentação diária. “Na atividade, são apresentadas algumas receitas que ensinam a utilizar talos, cascas e polpa dos alimentos, que são partes nutritivas e ricas em fibras, trazendo benefícios à saúde. Mas as receitas não são regras, e cada pessoa pode adaptá-las a seu gosto, utilizando livremente a própria criatividade”, apontou.

Para a produção das receitas, serão usados produtos naturais e integrais e os idosos aprenderão a fazer vitamina de abóbora e tabule, entre outros alimentos, que poderão ser experimentados pelos participantes após o encerramento do curso.

Renan Oliveira/NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios