Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site da Escola de Governo da Prefeitura de Londrina; atividade é voltada a todos os interessados

A Secretaria Municipal de Governo (SMG) de Londrina, por meio Escola de Governo, está com inscrições abertas para o curso on-line sobre a saúde emocional de crianças e adolescentes. A ideia é repassar dicas e conhecimentos que ajudem os adultos a tomarem alguns cuidados referentes às emoções e aos sentimentos das pessoas com menos de 18 anos, principalmente durante a pandemia gerada pelo coronavírus.

A atividade será ministrada pela servidora municipal e psicóloga, Daniele Tristão. Ela falará sobre como os pais e responsáveis podem ficar mais atentos às crianças e aos adolescentes, que podem reprimir seus sentimentos e emoções por trás das máscaras de proteção. Isso porque, com a pandemia, a rotina da maioria das pessoas sofreu transformações. Agora, é comum que elas passem mais tempo dentro de suas casas; evitem o contato pessoal e físico com colegas de trabalho e de estudos; e exerçam suas atividades à distância, por meio de aparelhos eletrônicos, como o computador e o celular.

Para abordar essas questões, a Prefeitura de Londrina oferece o curso gratuito, do qual servidores e interessados da comunidade externa podem participar. As inscrições vão até o dia 2 de julho. Quem se inscrever hoje já poderá acompanhar as aulas. O término da atividade está previsto para 18 de julho deste ano. A carga horária é de 30 horas. Para se inscrever, basta acessar o site da Escola de Governo (clique aqui) e utilizar a chave de inscrição AEM-2021.

Para o secretário de Governo, Alex Canzinani, é importante que a população esteja atenta à saúde física e psicológica, principalmente durante épocas como a atual. “O curso é interessante, porque estamos vivendo uma nova realidade. Nós todos temos algum grau de medo e insegurança, seja pela possível contaminação pelo novo coronavírus ou por termos perdido amigos, familiares ou conhecidos para a Covid-19. Todas essas mudanças têm afetado os adultos, agora imagine as crianças e os adolescentes. Por isso, precisamos cuidar da nossa saúde emocional e daquelas pessoas que amamos”, ponderou.

Conforme explicou a psicóloga da Prefeitura, as crianças e adolescentes foram diretamente afetados, por terem precisado se adaptar ao estudo remoto e à nova metodologia de ensino adotada pelas escolas. “As pesquisas demonstram que todas as crianças e adolescentes serão afetados, de alguma forma, pelos efeitos do estresse ocasionado pelo isolamento prolongado. Eles indicam que quase 64% das crianças e adolescentes brasileiros estão apresentando quadros clínicos de ansiedade e outros 37% de tristeza ou depressão. Por isso, nós, adultos, precisamos estar atentos aos sinais, que muitas vezes estão escondidos pela máscara ou nos comportamentos inadequados. O que identificamos como birras, pesadelos ou dificuldade de concentração, podem ser a manifestação de um sofrimento emocional mais intenso”, explicou Tristão.

A coordenadora técnico-pedagógica da Escola de Governo, Verediana da Silva, também comentou sobre o curso. “A atividade vem ao encontro de nossa necessidade. Em meio a pandemia, medos e incertezas, devemos olhar para nossas emoções, e de nossas crianças e adolescentes. Também é preciso olhar, identificar e aprender a melhor forma de lidar com esse misto de emoções, buscando manter nossa saúde emocional e uma boa qualidade de vida”, disse.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.