Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ação rápida e atenta dos agentes evitou que algum incidente pudesse acontecer

Guardas municipais da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), que faziam patrulhamento preventivo no Centro Cívico de Londrina, identificaram, ontem (3), um enxame migratório de abelhas em parquímetro da Zona Azul. Imediatamente, foi feita a sinalização e isolamento da área, com cones e fita zebrada, para evitar incidentes com quem passasse pelo local.

De acordo com o GM Topa, servidor da Defesa Civil, quem se deparar com esse tipo de situação deve informar os órgãos competentes imediatamente. “Recomendamos que, quando algum munícipe se deparar com situações de enxame migratório, sejam abelhas ou caixa de marimbondos, em via pública, não jogue nenhum objeto, nem mesmo água, para não espantar. Evite qualquer tipo de barulho próximo, e trafegue o mais longe possível, para evitar qualquer tipo de incidente”, informou.

Por se tratar de um enxame migratório, o local permanece isolado até que as abelhas sigam para outro lugar. As abelhas são animais polinizadores que estão em extinção, e são protegidas, conforme legislação, pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Assim, esses insetos não podem ser eliminados, sob risco de penalização, inclusive multa.  Em caso de dúvidas, pode ser feito contato com a Defesa Civil Municipal, que atende 24 horas por dia, todos os dias da semana, pela Central 199.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios