Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Jairo Tamura se manifestou na sessão de ontem (21) sobre ato de vandalismo contra veículo da vereadora Lu Oliveira

Na sessão de ontem (21), o presidente da Câmara Municipal de Londrina (CML), vereador Jairo Tamura (PL), e vários outros parlamentares se manifestaram a respeito do ato de vandalismo praticado contra o carro da vereadora Lu Oliveira (PL) na noite da última terça. A parlamentar teve o veículo danificado na entrada do Estádio do Café, enquanto acompanhava a uma partida de futebol com a família. Segundo Tamura, o caso configura um atentado à liberdade de atuação do membros do Legislativo. "Temos que nos manifestar em apoio ao trabalho de cada vereador e pedir providências céleres e enérgicas contra esse ato contrário à democracia e à atividade parlamentar", afirmou. 

A vereadora Lu Oliveira lembrou que vem recebendo ataques nas redes sociais por seus posicionamentos políticos e considerou a depredação do carro uma tentativa de intimidação. "Esse ato foi fruto da intolerância e incapacidade de algumas pessoas de aceitar a opinião alheia. […] Nós precisamos nos sentir seguros para sair de casa, para visitar os bairros. Eu vinha de bicicleta todos os dias para a Câmara e, de uns tempos para cá, eu já não estava mais vindo, de tantos ataques que passei a receber nas redes sociais", disse. A parlamentar ressaltou ainda que levou o caso à imprensa por orientação da Polícia Civil, após registrar um boletim de ocorrência.

Os vereadores Matheus Thum (PP), Mara Boca Aberta (Pros) e Lenir de Assis (PT) também se posicionaram em apoio a Oliveira. "Quando a mulher é atacada, seu patrimônio é atacado, esse ato se configura dentro das violências praticadas contra as mulheres. É preciso fazer esse recorte: a Câmara foi atacada e as mulheres foram atacadas. É fundamental que tenhamos respostas rápidas", cobrou Lenir de Assis. O presidente da Câmara, vereador Jairo Tamura, disse que vai se reunir com os membros da Comissão de Segurança Pública do Legislativo para verificar providências a serem tomadas em relação ao caso.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.