Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O vice-líder do Governo, deputado estadual Cobra Repórter (PSD), afirmou ontem (17), que quer a instalação da Escola de Formação de Sargentos de Carreira do Exército Brasileiro em Londrina. Ele defendeu a cidade durante a sessão da Assembleia Legislativa nesta tarde e afirmou que também já pediu o apoio do governador Ratinho Junior para a escolha.

 “Londrina ainda está na disputa. A cidade tem o apoio de diversas lideranças e também já solicitei o apoio do governador Ratinho. Nossa cidade merece  e tem todas as condições favoráveis para a instalação. Será um grande ganho para o município. O investimento é de R$ 1,2 bilhão, e o que vai movimentar a cidade pode garantir um aumento no PIB londrinense em até R$ 500 milhões por ano”, reforçou o deputado

A proposta da vinda da escola para a cidade também tem o apoio do prefeito Marcelo Belinati e das entidades que fazem parte do Núcleo de Desenvolvimento Empresarial, como ACIL, Codel, Sinduscon, CEAL, SRP, Sindimetal, Sincoval, FIEP e TI Paraná, entre outras.

Na semana passada, o General de Divisão R1 Joarez Alves Pereira Junior esteve na cidade e afirmou que ficou encantado com o potencial da cidade e região. “Realmente é o que estamos buscando em termos de ambiente para nossa nova escola. Fico entusiasmado em ver o esforço local e essa boa vontade em receber o Exército Brasileiro. Para nós é um orgulho e vamos continuar trabalhando juntos”, disse na ocasião.

Londrina disputa com outras três cidades: Ponta Grossa (PR), Santa Maria (RS) e Recife (PE). A decisão será tomada durante uma votação do Alto Comando do Exército em agosto. Não há, portanto, qualquer definição sobre o local escolhido.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.