Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A preocupação quanto ampliação da pista, construção do novo terminal de passageiros e instalação do equipamento ILS no Aeroporto de Londrina, no contrato de gestão por 30 anos que será assinado pelo Grupo CCR em outubro, motivou o deputado estadual Tercilio Turini a aprovar na Assembleia Legislativa um pedido de informações à Secretaria Nacional de Aviação Civil. A intenção é saber se as obras estão asseguradas e qual o cronograma de execução previsto na concessão.

O parlamentar argumenta que lideranças empresariais e políticas de Londrina e região levantaram recentemente dúvidas sobre a garantia de que as obras de modernização do aeroporto serão realmente executadas. "No documento de consulta pública, antes do leilão realizado em abril, constava a ampliação da pista em 540 metros. Mas no edital de concessão a obrigação de fazer a obra ficou vaga. Ou seja, não está claro se a concessionária precisa executá-la", relata o deputado.

Tercilio Turini diz que o pedido de informações pretende obter da Secretaria de Aviação Civil uma posição objetiva, ao responder os seguintes questionamentos: quais são as obras previstas no Aeroporto Governador José Richa, em Londrina? Apresentar os respectivos cronogramas de implantação das obras. Estão previstas no contrato de concessão a ampliação da pista para pouso e decolagem de aeronaves, a instalação do sistema ILS1, a ampliação da área destinada a manobras de aeronaves e a construção de um novo terminal de embarque/desembarque de passageiros?

Para o deputado, a comunidade londrinense precisa ficar bem atenta e a mobilização das entidades é fundamental. "O Município e o Governo do Estado já investiram muito dinheiro na desapropriação de imóveis repassados à Infraero justamente para a obra de ampliação da pista e a instalação do equipamento do ILS. A prefeitura teve de se endividar com financiamentos para pagar indenizações de áreas. Se as obras não estiverem como obrigação da concessionária, será um golpe contra Londrina e o Norte do Paraná", afirma Tercilio Turini.

Ele ressalta a relevância do Aeroporto Governador José Richa para o desenvolvimento regional. "É referência para dezenas de municípios paranaenses e cidades do estado de São Paulo, tanto para passageiros como para cargas. O setor produtivo regional aguarda há décadas pela modernização do Aeroporto para assegurar logística adequada de transporte aéreo bem como garantir mais competitividade e atratividade ao Norte do Paraná, inclusive no comércio exterior. A região concentra grandes empresas do agronegócio, é um centro médico de excelência e polo universitário, desponta como referência nacional em inovação e tecnologia e tem enorme potencial para o turismo de negócios", destaca o deputado.

Turini enfatiza que as obras no Aeroporto de Londrina são essenciais e estratégicas para o futuro do Norte do Paraná. "Precisam ser executadas o mais breve possível. Como o contrato tem previsão de duração de 30 anos, queremos que sejam nos anos iniciais da concessão", acrescenta.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.