Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Com atendimentos agendados, mais de 140 testes rápidos já foram realizados neste mês pelo Centro de Testagem e Aconselhamento

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está promovendo a campanha Dezembro Vermelho. As ações objetivam orientar a população sobre a AIDS e realizar testes rápidos, que diagnosticam diversas doenças sexualmente transmissíveis.

Nos dez primeiros dias da campanha, iniciada em 30 de novembro, o Centro de Testagem e Aconselhamento realizou 141 testes, sendo 84 para pacientes do sexo masculino e 57 do sexo feminino. Destes, houve um teste reagente, o que representa 0,71% do total.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, ressaltou a importância da realização dos testes rápidos. “Mesmo com um número satisfatório de testes, nossa orientação é para que as pessoas agendem o atendimento e façam o exame, que é rápido, sem dor e sigiloso. Nosso objetivo é testar e orientar o máximo de pessoas possível, a fim de promover diagnóstico precoce e poder proporcionar tratamento adequado e de qualidade a quem necessite”, ressaltou o secretário.

De acordo com o enfermeiro do CTA, Edvilson Cristiano Lentine, uma pessoa é atendida a cada 30 minutos, sendo cerca de 11 atendimentos por dia, de segunda a sexta-feira. “Foi um ótimo número de testes para os primeiros dias de campanha. Além do HIV, o teste rápido também identifica Sífilis, Hepatite B e C. Nessa semana, tivemos um teste positivo para sífilis, que é tratável e curável, por isso ressaltamos o quão necessário é que a população se previna e realize o exame”, comentou.

A campanha prossegue e, para evitar aglomerações, o atendimento no CTA, localizado na Avenida Alameda Manoel Ribas, 1, centro, deve ser agendado previamente no Portal da Prefeitura. Em caso de dúvidas, os usuários podem entrar em contato pelos telefones 3378-0146 ou 3378-0147, das 7h às 12h30.

Além do CTA, os testes rápidos também são ofertados nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Clínica Psiquiátrica Vila Normanda, hospitais Zona Norte e Zona Sul, Penitenciária Estadual de Londrina (PEL), Maternidade Municipal Lucila Ballalai, e nas maternidades do Hospital Universitário, Evangélico, do Coração e Mater Dei.

Números

Em 2020, entre 1 de janeiro e 10 de dezembro, o CTA realizou 1.440 testes rápidos para HIV, sendo que 63 (4,38) destes foram positivados. Destes, 57 (5,65%) eram do sexo masculino e seis (1,39%) do sexo feminino. Em relação à faixa etária, a maioria dos casos de infecção por HIV encontra-se na faixa de 20 a 34 anos, com 61,91% dos casos.

Sobre a doença

AIDS (sigla em inglês para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é causada pelo HIV, vírus da imunodeficiência humana, que ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Ter o HIV não é igual a ter AIDS. Muitos soropositivos vivem anos sem apresentar sintomas ou desenvolver a doença, mas podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou, de mãe para filho, durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam os devidos cuidados. Por isso, é importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios