Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Espaço educacional terá capacidade para atender 552 alunos, do P4 ao 5º ano; construção já iniciou ontem, 1º de outubro

O prefeito Marcelo Belinati assinou, ontem (1º), a autorização para início da construção de uma escola municipal no distrito da Warta, que irá atender 552 alunos, do P4 ao 5º ano do Ensino Fundamental, em período parcial. A solenidade aconteceu no próprio terreno onde será construída a unidade escolar, localizado na Rua Luiz Antônio Cupini, ao lado da Unidade Básica de Saúde (UBS).
 

A área da escola será de 1.863,15 metros quadrados, distribuídos em 11 salas de aula, laboratório de informática, sala de contraturno e dos professores, biblioteca, quadra poliesportiva, área administrativa e de serviços, cozinha, refeitório, banheiros, dispensa e estacionamento. O espaço educacional também será entregue com o mobiliário adequado, fornecido pela Secretaria Municipal de Educação.
 

O valor estimado da obra é de aproximadamente R$ 3.750.000,00 e o recurso é proveniente de um caucionamento devido pela construtora MRV Engenharia e Participações Ltda. O empreendimento que resultou na obrigação da construção da escola foi o Acquaville - Fase I, que está sendo construído próximo à Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Trata-se de contrapartida do empreendimento e por isso não resulta em custos diretos para a Prefeitura.
 

A escola será construída pela própria MRV Engenharia, que já iniciou a construção ontem (1º) e deve entregá-la em até 18 meses. A obrigação é garantida pela Lei Municipal nº 11.672/2012, que estabelece normas para todo e qualquer parcelamento de solo para fins urbanos, localizado no Perímetro Urbano do Distrito Sede e dos Distritos do Município, e Lei Municipal nº 12.470/2016, que introduz alterações na referida lei.
 

Atualmente, a Warta conta com a Escola Municipal Edmundo Odebrecht, que atende 180 alunos do P4 ao 5º ano e divide as instalações com a Escola Estadual da Warta. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, todos os alunos serão remanejados para a nova sede, quando entregue, e serão abertas novas vagas, já que a unidade terá capacidade para atender 552 alunos no total.
 

O prefeito Marcelo Belinati ressaltou que o espaço educacional, reivindicado pela comunidade há mais de 20 anos, vai proporcionar melhorias à educação e faz parte de um conjunto de ações no sentido de valorizar a educação municipal. “Incluindo melhorias na merenda; a volta do fornecimento dos uniformes escolares; a construção de sete novas creches, que há muitos anos não acontecia na cidade; construção de escolas municipais; sala de aula e reforma dos espaços educacionais. Tudo isso objetiva promover melhorias na qualidade de ensino e condições adequada de trabalho para nosso profissionais”, apontou.
 

Marcelo ressaltou ainda que há muitos anos a prefeitura não cobrava as contrapartidas dos empreendedores e, desde o início de sua gestão, foi feito um amplo levantamento no sentido de identificar as empresas que precisavam executar estas contrapartidas. Ele também aproveitou a oportunidade para parabenizar os professores, educadores, diretores e a equipe da Secretaria Municipal de Educação pelo excelente desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), que mede a qualidade do ensino na Educação Infantil. “Londrina aumentou quase 4 pontos, atingindo a maior nota histórica da cidade. É um grande motivo para comemorarmos e isto se deve à qualidade de nossos profissionais”, enfatizou.
 

A secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, disse que a contrapartida da construtora foi destinada para a construção da unidade escolar na Warta, por ser uma reivindicação muito antiga da comunidade e uma necessidade para os estudantes. “A entrega das instalações ocorrerá até dezembro de 2019, para que possamos começar o ano letivo de 2020 no novo espaço. Agradecemos o Estado por ter cedido o espaço da escola para nosso alunos, mas agora teremos nosso próprio local, o que trará mais conforto para todos os estudantes. Estamos muito felizes e orgulhosos por mais esta conquista”, frisou.
 

O coordenador do distrito da Warta, Regis Choucino, representando a comunidade, agradeceu ao prefeito Marcelo Belinati e toda a equipe da Secretaria Municipal de Educação pela conquista. “É com grande alegria que participamos deste momento, pois após mais de 20 anos de promessas, finalmente estamos vendo a construção da escola acontecer”, afirmou. Outra moradora do distrito, Rosana Jacobino, compartilha da mesma opinião. Segundo ela, a construção representa muito para a comunidade e ela estima que com um novo espaço, mais confortável e adequado, os alunos terão um melhor aprendizado.
 

Outras obras

Hoje, terça-feira (2), o prefeito irá assinar mais uma autorização, para reconstrução e ampliação da Escola Municipal Carlos Kraemer, localizada no Jardim Castelo, uma das escolas mais antigas de Londrina, que ainda tem as instalações em madeira. Além dela, a Prefeitura de Londrina vai construir sete Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) em Londrina, com entrega prevista para o próximo ano, sendo três na região norte, dois na sul, um no distrito de Lerroville e um na região leste.
 

Até agora, foram assinadas as ordens de serviço para construção dos CMEIs em Lerroville; Jardim Beleville (norte); Residencial José Bastos de Almeida (sul); Jardim Tarumã (leste). Nos próximos dias, está prevista a assinatura de mais uma ordem de serviço, para construção do CMEI no Jardim Santa Cruz, região norte. Além disso, até o final do ano, a previsão é iniciar a construção de um centro de educação infantil no Residencial Santa Clara, região norte, e outro no Jardim Nova Esperança, região sul. Ao todo, os sete novos CMEIs vão atender aproximadamente 1.000 crianças de Londrina.
 

Também estiveram presentes na solenidade, os alunos da Escola Municipal Edmundo Odebrecht, os quais fizeram homenagens ao prefeito e lhe entregaram diversas cartas de agradecimento; a gestora da unidade escolar, Deisy Martins Gois; o representante da construtora MRV, Kalel Costa Aiache; o padre Rodrigo e o pastor Josué, além do secretariado municipal e a comunidade local.
Dayane Albuquerque/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios