Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O deputado estadual Cobra Repórter (PSD), vice-líder do Governo, esteve, ontem (25), em Curitiba e conversou com o governador Ratinho Junior sobre a duplicação da PR-445. Segundo o governador, a duplicação da rodovia estadual que liga Londrina ao distrito de Irerê está com o cronograma em dia e o trecho de 15,8 quilômetros deve ser entregue até o final do ano. O investimento do Governo do Estado é de R$ 93,4 milhões. “É uma obra muito aguardada já que ocorriam ali inúmeros acidentes e mortes. Além da duplicação, a intervenção contempla também a construção de sete pontes, quatro viadutos, uma trincheira e muros de contenção. Vale destacar que essa obra vem sendo reivindicada por mim e também pelos outros deputados estaduais que representam a região: Tercílio Turini e Tiago Amaral”, lembrou Cobra Repórter.

“A PR-445 é uma das rodovias mais importantes do nosso Estado e com essa obra vamos garantir que ela permaneça assim por um longo tempo”, afirmou o governador Ratinho Júnior.

O governador e o vice-líder também conversaram sobre a segunda fase da obra: a duplicação entre Irerê e Mauá da Serra, que compõe o pacote de dez projetos para rodovias estaduais em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O contrato para elaboração do projeto já foi assinado. A empresa terá 12 meses para entregar a proposta. O investimento é de R$ 3.679.899,70 (incluídos os impostos), com financiamento do BID. A continuação da obra prevê a modernização de mais 49,7 quilômetros da rodovia.

“Duplicar a PR-445 entre Irerê e Mauá da Serra foi uma das prioridades que estabeleci quando lançamos o Banco de Projetos Executivos do Paraná”, ressaltou o governador.

O projeto é dividido em dois subtrechos. O primeiro tem início no entroncamento com a BR-376, no perímetro de Mauá da Serra, onde serão incorporadas faixas de aceleração e desaceleração dos veículos que fazem conversões pela rodovia federal, sem alterar o viaduto existente. A extensão é de 26,8 quilômetros e vai até o cruzamento da via estadual com o acesso ao distrito de Lerroville.

O segundo subtrecho inicia no acesso a Lerroville e segue pelos 22,9 quilômetros subsequentes, até o quilômetro 50 da PR-445.

No acesso ao município de Tamarana e ao distrito de Lerroville, serão construídas interseções em desnível (viadutos e trincheiras) e interligadas por meio de marginais, formando um binário entre as duas. Nos entroncamentos com a PR-538, acesso para Guaravera, e com a PR-532, acesso a Taquaruna, também estão previstas interseções em desnível.

Serão alargadas ainda as seis pontes existentes no trecho e definidas soluções para as estruturas com histórico de alagamento. “Os investimentos são para garantir mais agilidade e segurança nos deslocamentos rodoviários dos paranaenses. A PR-445 é uma das mais importantes e perigosas rodovias do Estado”, afirmou o secretário da Infraestrutura Logística, Sandro Alex.

Meire Bicudo e Veruska Barison/com informações e fotos da Agência Estadual de Notícias

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios