Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Tema desta edição é “Combate a obesidade infantil e na família”; iniciativa está envolvendo 27 mil alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal

A Secretaria Municipal de Educação realiza, de 10 a 17 de setembro, a 2ª Semana do Movimento e Saúde de 2018, com o tema “Combate a obesidade infantil e na família”. O objetivo é sensibilizar os estudantes e suas famílias para hábitos mais saudáveis, mobilizando a todos para o combate à obesidade. A iniciativa está envolvendo 27 mil alunos de 84 escolas do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino, além da comunidade e equipe pedagógica das escolas.

Segundo a professora responsável pelo Apoio Pedagógico de Educação Física da Secretaria Municipal de Educação, Priscila Aparecida Silva de Oliveira, o tema foi escolhido devido ao resultado da Avaliação Antropométrica, feita com os alunos em 2017, a qual apontou uma taxa alta de alunos acima do peso. De acordo com o estudo, dos 28.398 alunos do Ensino Fundamental avaliados no ano passado, 37,4% estavam acima do peso, sendo que 17,4% obesos.

“Por isso a importância de debater o tema com a comunidade escolar, para que possamos sensibilizar os alunos e pais para que eles conheçam os benefícios da alimentação saudável e de uma vida com atividade física, bem como os malefícios de uma alimentação calórica e pobre em nutrientes”, apontou.

Durante a Semana do Movimento e Saúde as escolas estão realizando diversas atividades, que vão desde palestras para alunos e pais, com profissionais como nutricionistas, até atividades pedagógicas com cartazes e panfletos feitos pelos estudantes. “Cada unidade escolar tem autonomia para desenvolver as atividades em torno do tema”, explicou Priscila.

Os alunos também vão passar por uma Avaliação Antropométrica, onde são coletados dados como altura e peso, com o objetivo de fazer um novo levantamento do estado nutricional dos estudantes. Segundo Priscila, os números coletados serão repassados para os pais e aqueles cujos filhos estão fora do esperado para a faixa etária deles é indicado que façam um acompanhamento em uma clínica de nutrição de uma universidade que tem convênio com a Prefeitura, a qual atende os alunos gratuitamente.

Além da avaliação, a Secretaria Municipal de Educação está desenvolvendo um projeto, junto a um professor de Educação Física, que contém um questionário de hábitos nutricionais, a fim relacionar o peso com diversos fatores como sociodemográficos, prática de atividade física, entre outros. “Estamos entregando este questionário para os pais, para que possamos fazer um levantamento ainda mais completo. A iniciativa é muito importante, pois dará embasamento para que o Município possa desenvolver ações de combate à obesidade e programas de saúde em geral”, frisou.

Dayane Albuquerque/NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios