Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Iniciativa apresenta plano de ação e estratégias que estimularão a competitividade em cinco setores econômicos

Lideranças do setor público e privado conheceram na segunda-feira (19), o Planejamento do Ecossistema de Inovação de Londrina. O estudo desenvolvido pela Fundação Certi, em projeto do Sebrae/PR e entidades da cidade, apresenta um plano de ações para estimular o fortalecimento e crescimento de cinco setores econômicos locais: saúde, agronegócio, tecnologia da informação e comunicação (TIC), química e materiais, e eletrometalmecânica.

Para o Planejamento foi preciso mapear a vocação e o potencial do município, levantar oportunidades e tendências de mercado. Em cada área foram traçadas metas e ações individuais que ajudarão a evoluir e descontruir os gargalos existentes. Também foram elencados três grandes projetos coletivos, chamados de ações estruturantes, que serão responsáveis pelo fomento do ecossistema de inovação.

O primeiro deles é a criação de um Centro de Inovação, com infraestrutura de apoio a potenciais empreendedores e empresas da cidade, reunindo academia e mercado e proporcionando uma conexão entre as áreas. Já a segunda é a concepção do Innovation Jump, espécie de uma Trilha Empreendedora em que serão estabelecidas ações integradas de estímulo com eventos de capacitações, vivências e mentorias que tornarão realidade a inovação em grandes e tradicionais empresas, bem como com novos negócios.

Para o ecossistema de inovação de Londrina tornar-se sólido, o estudo apontou a necessidade de estruturar uma estratégia de gestão, em que os principais atores possam interagir e gerar sinergia por meio de uma governança geral. Segundo o estudo, esta é uma das primeiras ações que precisam ser implantas para unir as entidades do ecossistema, organizar a implementação do plano de ação, envolver os atores e proporcionar a aplicação dos passos iniciais.

As ações foram divididas em curto, médio e longo prazo, projetando as expectativas que cada setor deve alcançar nos próximos dez anos. O planejamento também estimula e prevê que dois ou mais setores atuem juntos, como as ações previstas para a área de agronegócio, que contarão com o apoio de iniciativas de TIC e de química e materiais, por exemplo.

Diretor de operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini, ressaltou que o município tem em mãos uma oportunidade singular de transformar a economia local e da região. “A inovação é peça-chave para o desenvolvimento e com um plano de ações como este, somado a sinergia e o comprometimento que temos aqui, motivam com o cumprimento deste projeto. O Sebrae/PR acredita que, com estas recomendações, será possível lapidar o diamante econômico local”, enfatizou o diretor do Sebrae/PR.

Para Maria Gorete Hoffmann, coordenadora de projetos da Certi, um ambiente propício à inovação é fundamental para a competitividade das empresas e para a diversificação econômica dos municípios. “Como consequência, a cidade de Londrina terá melhores condições de estimular, gerar e desenvolver empreendedores, empreendimentos e ações mais inovadoras, proporcionando novas chances de crescimento para todos”, disse.

Além de conhecerem o projeto, as lideranças também foram estimuladas a seguir o passo a passo apontado pelo planejamento. Segundo o presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Claudio Tedeschi, este é o momento de colocar em prática o que foi orientado. “Um novo ciclo de desenvolvimento como este pode nos levar a etapas virtuosas. Necessitamos dar início o quanto antes a estas ações, sendo que a criação da governança é uma das principais atitudes para que tudo se concretize”, frisou Tedeschi.

A concepção de uma governança possibilitará que novos resultados sejam atingidos em toda a economia, é o que disse acreditar Valter Orsi, presidente do Sindimetal Londrina. “Poderemos aglutinar as lideranças, ter agilidade nas decisões para trabalhar as diferenças e gerar tecnologia e inovação entre diferentes cadeias, agregando valor e novas possibilidades. Este elo central será muito benéfico”, garantiu Orsi.

Apoio

Na avaliação do presidente da Sociedade Rural do Paraná, Afrânio Brandão, hoje não existe a possibilidade de se pensar em desenvolvimento sem que não esteja associado a estratégias de inovação. “A união e o engajamento de tantas entidades é um dos fatores que, certamente, ajudarão neste. projeto para que Londrina chegue a patamares elevados”, afirmou.

 Marcelo Belinati, prefeito de Londrina ressaltou que o desenvolvimento econômico é um pilar fundamental para a gestão eficiente do município. “Crescer com o foco no futuro, é isso o que este Planejamento nos mostra e a Prefeitura é parceira e tem postura colaborativa para esta iniciativa que gerará empregos e tributos. Com estas ações será possível construir uma nova realidade”, acrescentou.

A apresentação do Planejamento do Ecossistema de Inovação é para o deputado estadual Alex Canziani um marco para a cidade. Para ele, Londrina tem muitos ativos que ajudarão a alavancar a cidade para uma nova fase da sua economia. “Estamos em uma região com muitas oportunidades, que passa a contar a agora um valioso projeto de ações que já é realidade graças a esta união que encontramos entre entidades e setor público e privado. Este grupo ajuda a solidificar o projeto”, destacou o deputado.

Realização

O Planejamento do Ecossistema de Inovação de Londrina, elaborado pela Fundação Certi, é uma iniciativa do Sebrae/PR, em parceria com a Acil; Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina (Ceal); Central de Inovação, Desenvolvimento e Negócios Tecnológicos (Cintec); Fiep/Sesi/Senai/IEL; Sercomtel Participações; Sicoob; Sicredi; Sindicato Rural Patronal de Londrina; Sindimetal Londrina; Sinduscon Norte-PR; Sinfor-PR; e Sociedade Rural do Paraná (SRP).

Durante o evento de apresentação, todas as lideranças e representantes das entidades receberam o relatório executivo do Planejamento e o estudo completo. A população da cidade também poderá ter acesso a estes arquivos por meio do Sebrae/PR, pelo telefone (43) 3373-8000, com a Gabriele.

Adriano Oltramari/Sebrae/PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios