Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Encontro com a sociedade civil foi realizado ontem (16), com participação da comissão criada para acompanhar concessões de rodovias do PR

O presidente da Câmara Municipal de Londrina, Jairo Tamura (PL), e os vereadores da Comissão Especial de Acompanhamento do Novo Modelo de Pedágio no Paraná realizaram ontem (16) reunião com representantes de distritos do município, cooperativas agroindustriais, movimentos sociais e de empresas instaladas na rodovia PR-445. O objetivo foi buscar o apoio da sociedade civil na mobilização contra a implantação de uma praça de pedágio na PR-445, no trecho que vai de Londrina até o entroncamento com a BR-376, em Mauá da Serra.

Um documento assinado pelos participantes será enviado à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), que analisa o projeto de lei (PL) estadual 372/2021. Apresentado pelo governador Ratinho Junior, o PL autoriza o Paraná a delegar à União a administração e exploração de rodovias estaduais. A aprovação do projeto é necessária para que a União possa conceder as rodovias estaduais à iniciativa privada por meio de leilão na Bolsa de Valores (B3). Na última quarta-feira (11), o PL 372/2021 foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça da Alep e a expectativa é que o projeto seja discutido no plenário da Assembleia ainda nesta semana.

"O objetivo da reunião foi coletar assinaturas das empresas da 445 e dos representantes dos distritos em ofício que será encaminhado à Frente Parlamentar do Pedágio da Alep. Será votado nesta semana o projeto de delegação das rodovias paranaenses para a instalação de praças de pedágio. Somos contrários à instalação de qualquer praça de pedágio aqui na saída de Londrina, nesse trecho que congrega todos os distritos rurais", afirmou o vereador Jairo Tamura (PL). Segundo o presidente da Câmara, o pedágio dificultaria o deslocamento dos moradores dos distritos para a sede do município e prejudicaria o escoamento da produção agrícola, pois haveria aumento nos custos de transporte.

Presidente da comissão especial da Câmara criada para acompanhar o novo modelo de pedágio, Madureira (PTB) afirmou que durante a reunião desta segunda os vereadores também prestaram contas aos participantes sobre as articulações políticas que têm sido feitas pelo Legislativo de Londrina para evitar uma praça de pedágio na região. Além de Madureira, integram a comissão a vereadora Lenir de Assis (PT), como relatora, e o vereador Beto Cambará (Podemos), como membro.

Reforço

O documento assinado nesta segunda por membros da sociedade civil endossará requerimento aprovado na sessão ordinária da última quinta-feira com manifestação de repúdio da Câmara de Londrina à instalação de uma praça de pedágio na PR-445. A manifestação foi enviada ao governador do Paraná, Ratinho Junior; ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep), Ademar Traiano; e ao coordenador da Frente Parlamentar sobre o Pedágio da Alep, Arilson Chiorato.

Marcela Campos/Ascom

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.