Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com aporte inédito de R$ 5 milhões, o Fundo pode gerar até R$ 50 milhões em créditos financeiros; empréstimos variam de R$ 15 mil a R$ 170 mil

Cerca de 80 empresas de Londrina, entre outras centenas em fase de análise, tiveram aprovação de crédito para obter empréstimos facilitados concedidos pelo Fundo Garantidor de Crédito. A iniciativa, fruto de parceria entre o Município de Londrina e a Câmara Municipal, presta suporte financeiro a micro e pequenos empresários prejudicados pela crise econômica desencadeada por conta da pandemia do novo coronavírus. Desde junho deste ano, quando os repasses tiveram início, foram aprovados R$ 3,9 milhões em cartas de crédito, com liberação já efetivada de R$ 2,6 milhões. Mais 300 empresas agora estão em fase de solicitação ou análise, o que possibilitaria, em uma estimativa, gerar volume aproximado de até R$ 15 milhões em valores movimentados pelo Fundo.

Este fundo municipal foi criado com aporte inédito de R$ 5 milhões, que poderão se converter em até R$ 50 milhões para empréstimos. Cerca de mil empresas locais poderiam ser atendidas, com base no ticket médio, que está em torno de R$ 50 mil. Londrina hoje representa o maior aporte financeiro realizado, no Brasil, por uma prefeitura a uma garantidora de crédito.

Os empréstimos financeiros são aprovados com a carta de garantia da Garantinorte-PR, que mantém convênio com o Município para fazer a gestão do Fundo. Já os valores são repassados junto a cinco instituições financeiras parceiras: Sicoob, Sicredi, BRDE, CRESOL e Fomento Paraná.

Os empréstimos variam de R$ 15 mil a R$ 170 mil, com prazos que podem chegar até 36 meses, e beneficiam Microempreendedores Individuais (MEIs), micro e pequenas empresas, além de ambulantes regularizados com CNPJ. As taxas cobradas são menores, variando de 0,50% até 0,70%. Hoje, no mercado, são praticadas taxas médias de 1,45% até 2%. Outro ponto positivo é que a taxa de inadimplência tem sido muito baixa, com índice de 1,9% em 2020, por exemplo.

A diretora executiva da Garantinorte-PR, Joyce Giron, informou que a maior parcela dos empréstimos aprovados, até o momento, vem dos setores de comércio e serviço, responsáveis por 70% das adesões. “Essa participação envolve, naturalmente, setores tradicionais da economia de Londrina. Os empréstimos estão sendo solicitados, principalmente, pelas micro e pequenas empresas, além dos MEIs”, citou.

Segundo Giron, trata-se de uma ótima oportunidade para os empresários que esperavam recursos do Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte), mas ainda não conseguiram garantir seus créditos por conta da demanda reprimida do governo federal junto aos bancos. “Devido a essa situação, muita gente que precisa dos empréstimos e está apto a receber não obteve seus créditos. O fundo municipal de Londrina oferece empréstimos com taxa anual de menos de 8%, que também são uma boa opção. É válido consultar a Garantinorte e fazer uma simulação sem compromisso para conhecer as facilidades”, detalhou.

De acordo com o presidente da CODEL, Bruno Ubiratan, este recurso municipal possibilita acesso facilitado a empréstimos, em um momento delicado, e significa apoio ao empresariado local, que precisa de incentivo durante o enfrentamento à pandemia. “Temos este valor, de R$ 5 milhões, que pode se expandir para R$ 50 milhões, sendo muito importante para criar essa base de suporte aos pequenos empresários. Há muita gente em dificuldades e que precisam de alguma forma tocar seus negócios. Já são quase R$ 4 milhões aprovados até agora, e os empresários interessados podem procurar pelo serviço a qualquer momento. A CODEL vem acompanhando atentamente as movimentações e prestações de contas feitas pela Garantinorte”, frisou.

Os interessados em saber mais sobre as condições e detalhes de acesso ao serviço, podem entrar em contato com a Garantinorte. Os telefones para contato são (43) 3323-5031 e (43) 99154-6615. Há, ainda, o e-mail contato@garantinortepr.com.br e o site www.garantinortepr.com.br – onde é possível realizar uma simulação.

Como funciona

O Fundo Garantidor de Crédito se compromete a pagar até 75% da dívida existente dos empresários junto às instituições financeiras parceiras, quando encerradas todas as formas de cobrança ao devedor. Apesar das facilidades oferecidas, a análise de crédito é feita de forma criteriosa pela Garantinorte. Depois da análise de documentação e aprovação, é concedida uma Carta de Garantia de pagamento. Posteriormente, a documentação é enviada para a instituição financeira dar sequência no processo de abertura da conta, análise e liberação do recurso. As vantagens são facilidades nos empréstimos, com linhas de juros baixas, bem como a redução de riscos e danos às instituições.

Linhas

Na Linha Emergencial Covid-19, categoria especial criada para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus, a taxa pode ser de 0,50% ao mês mais CDI, a serem feitos em até 36 meses, com seis meses de carência; ou com juros de 0,59%, em 18 vezes, e seis meses de carência. Já a Linha Convencional funciona com juros de 0,70% ao mês, mais CDI, e parcelamento em até 36 meses com três meses de carência.

Balanço

Apenas em Londrina, a Garantinorte-PR já aprovou, durante todo o ano de 2020, mais de R$ 12 milhões em empréstimos financeiros, já computando os valores do fundo municipal. De janeiro até julho deste ano, a instituição viabilizou a liberação de R$ 16,8 milhões para atendimento a 315 empresas em todo o norte do Paraná.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios