Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Alunos do CEI Maria Helena de Castro Costa Januário participarão de um mutirão educativo de reconhecimento de possíveis criadouros do Aedes aegypti

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Coordenação de Controle de Endemias, promove um mutirão educativo, de reconhecimento e recolhimento de possíveis criadouros do Aedes aegypti, com os alunos do Centro de Educação Infantil (CEI) Maria Helena de Castro Costa Januário, Unidade I. Será das 8h30 às 10h30, no entorno da unidade, que fica na Avenida dos Garis, 450, Conjunto Chefe Newton Guimarães, região norte da cidade.

Segundo a educadora em Endemias, da Secretaria Municipal de Saúde, Lucimara Vasconcelos, participarão cerca de 50 crianças, de 4 e 5 anos, acompanhadas de agentes de endemias e professores. O mutirão é um complemento de uma ação teórica já realizada com estes estudantes, quando foram utilizados maquetes, larvários, panfletos explicativos e materiais lúdicos.

“Durante o mutirão, além de fazer o reconhecimento e recolhimento de possíveis criadouros, as crianças vão entregar panfletos, para a comunidade, que contém informações sobre o combate ao Aedes, incluindo como se dá o seu ciclo, meios de prevenção, as doenças provocadas por ele e os tipos de criadouros”, informou Lucimara.

A ação, teórica e prática, também foi realizada com os alunos do CEI Maria Helena de Castro Costa Januário, Unidade II. “Temos ressaltado a importância de armazenar o lixo de maneira adequada, pois além de servir como possível criadouro para o mosquito, o acúmulo inadequado do lixo pode causar outras endemias, como as provocadas pelo caramujo africano e escorpião”, apontou.

Lucimara ressaltou ainda a importância de abordar o tema com as crianças. “Elas multiplicam as informações que aprendem para os familiares e vizinhos e é importante que elas reconheçam, na prática, os objetos que podem acumular água, podendo servir como criadouros. A informação é mais bem assimilada quando sai apenas do discurso teórico e é vivenciada na prática”, afirmou.

Agendamentos

Unidades escolares, empresas e outras instituições que queiram levar as atividades educativas realizadas pela Coordenação de Endemias para seus estabelecimentos, podem entrar em contato por meio do 0800-400-1893, das 8 às 17 horas, ou pelo e-mail educaendemias@saude.londrina.pr.gov.br. O mesmo telefone do Disque Dengue também recebe dúvidas e denúncias de possíveis focos do mosquito.

Dayane Albuquerque/NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios