Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Objetivo é estimular o empreendedorismo digital nos alunos; evento poderá entrar para o Guiness World Records, como o maior hackathon infanto-juvenil do mundo

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), convida todas as escolas municipais a se inscreverem no Hackathon do Londrina Mais Superação. O evento acontecerá no dia 28 de outubro, de forma híbrida, das 8h30 às 11h30, e à tarde, das 14h às 17h. Os professores podem fazer as inscrições até terça-feira (26), no site da empresa parceira Happy Code (clique aqui para se inscrever).

O objetivo é estimular o empreendedorismo digital nos alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, da rede pública do Município. O Hackathon funciona como uma competição infanto-juvenil, onde são apresentados diversos desafios relacionados a um tema central, utilizando a metodologia Lean Educacion Technology (LET). Nela, as crianças vão para a escola, no horário normal de aula, e devem buscar solucionar os problemas de forma inovadora e com ideias criativas. Já os professores orientam seus alunos presencialmente, em sala de aula, com base nas instruções repassadas pela empresa Happy Code de forma on-line.

Espera-se que os participantes desenvolvam um protótipo ou um desenho mostrando a solução criativa. Para isso, eles poderão utilizar duas ferramentas que são: quadro de organização de ideias (Canvas) e o quadro de ilustração de ideias (Storyboard). Ao final, eles vão gravar um vídeo de até 2 minutos, apresentando a solução desenvolvida pela turma para mostrar à banca avaliadora. As turmas terão até o dia 29 de outubro para entregarem os projetos. Após  esta data, uma banca de especialistas vai se reunir para para avaliar todo o material entregue e decidir quem será a vencedora.

A responsável por projetos pedagógicos e eventos da SME, Andrea Militão, explicou que haverá desafios para os alunos da manhã e da tarde, mas, em ambos os casos, a transmissão on-line será aberta em tempo real. “Simultaneamente, as turmas inscritas no hackathon, entrarão na hora marcada na live e receberão as instruções para resolverem o desafio lançado. A empresa Happy Code estará na organização do hackathon com ótimas premiações”, disse Militão.

A servidora da Gerência de Formação Continuada e responsável por projetos pedagógicos e eventos da SME, Carla Cordeiro, disse que a intenção é que o máximo de escolas municipais participem da iniciativa. “Dependendo do número de participantes, esse encontro on-line pode entrar para o livro de recordes, o Guiness World Records, como o maior hackathon infanto-juvenil do mundo. Nós, da Secretaria de Educação, estamos ousando”, afirmou.

Cada aluno da turma vencedora do desafio e seu professor receberá um kit como premiação. O resultado final dos projetos vencedores será divulgado no dia 1º de dezembro desse ano. Já os prêmios e os certificados de participação serão entregues até o dia 20 de dezembro.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.