Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Vendas superaram o volume esperado, que era de 10 toneladas comercializadas

Nos dias que antecederam a Páscoa, os moradores de Londrina e região aproveitaram a 27ª Feira do Peixe Vivo para adquirir produtos frescos diretamente do produtor. Isso porque, durante a ação, foram comercializadas 12 toneladas de peixes. A feira aconteceu na Praça Tomi Nakagawa, localizada na Rua Benjamin Constant, esquina com a Avenida Leste-Oeste, na quarta (31) e quinta-feira (1), das 8h às 18h, e na sexta-feira (2), das 8h às 16 horas.

De acordo com o balanço oficial da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SMAA), os piscicultores participantes venderam, juntos, 12 toneladas de peixes, entre pacu, tilápia, bagre, carpa e pintado. “As vendas foram excelentes esse ano. Acreditávamos que, devido à pandemia, a quantidade comercializada seria menor que nos anos anteriores, porém, o resultado superou as expectativas, sendo comercializadas 12 toneladas de peixes. Além disso, o horário de encerramento da feira foi programado para as 16 horas, no entanto, alguns produtores encerraram antes, pois venderam toda a produção”, ressaltou a gerente de Comercialização da SMAA, Viviane Fernandes.

Os alimentos comercializados durante a 27ª feira foram entregues inteiros ao consumidor, que deve limpá-los em casa. Eles vêm ao encontro das comemorações cristãs relativas à Semana Santa, que antecipa a Páscoa, celebrada no último domingo (4). A intenção da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento é oportunizar um espaço para que o piscicultor possa comercializar seu produto sem intermediários, ou seja, em contato direto com o consumidor. Além disso, para a população, ela serve de incentivo para o consumo de um alimento saudável e fresco, vendido a um preço acessível.

“Muitos produtores aguardam o ano inteiro para a chegada da Feira do Peixe Vivo, pois é o momento em que eles comercializam seus produtos diretamente ao consumidor final. São peixes frescos, saudáveis e bem cuidados. Com isso, nós da Prefeitura conseguimos disponibilizar um espaço público para a venda dos produtos da época, ajudando o produtor e o consumidor, que ganha mais uma opção de alimento para comprar e consumir”, disse o secretário de Agricultura e Abastecimento, Régis Choucino.

A Feira do Peixe Vivo faz parte do projeto “Feira de Produtos de Época”, que integra a política de Segurança Alimentar do Município, realizada pela SMAA.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.