Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ao todo foram assegurados mais de R$ 11 milhões, dirigidos ao fortalecimento do sistema público de saúde de Londrina

O prefeito Marcelo Belinati participou, na segunda-feira (16), da inauguração da nova sede da Farmácia do Paraná, onde o secretário de Estado de Saúde, Antônio Carlos Nardi, representando a governadora Cida Borghetti, reafirmou o repasse de R$ 11.104.356,36, dirigidos ao fortalecimento do sistema público de saúde de Londrina. A conquista deve-se ao fato da Prefeitura de Londrina ter encaminhado, dentro dos prazos legais, os projetos necessários para a liberação dos recursos.

No pacote estão inclusos R$ 4.516.212,12 para a construção da nova sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que será o segundo maior serviço de atendimento móvel de urgência do Estado. A nova sede ficará na Avenida 10 de Dezembro, em local estratégico e de fácil acesso a todas as regiões da cidade. A construção contará com um heliponto, para facilitar o acesso do helicóptero do SAMU, que atende mais de 90 municípios do Paraná.

Também foram garantidos R$ 3 milhões para a reforma de mais 20 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A medida faz parte do Programa de Qualificação da Atenção Primária do Sistema Único de Saúde (SUS) do Paraná (Apsus), que destinou R$ 252 milhões para construção, reforma ou ampliação de unidades de saúde em todo o estado. Além de R$ 2,3 milhões para aquisição de 20 kits de equipamentos para UBS, sendo R$ 150 mil para cada.

No montante também estão inclusos R$ 491.384,24 para reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde de Guairacá, que fica a zona rural de Londrina, além de R$ 500 mil para as obras de reforma e ampliação da Maternidade Municipal Lucilla Ballalai e R$ 296.760,00 para aquisição de equipamentos para o local.

O secretário Nardi ressaltou que o governo está garantindo a entrega de recursos financeiros, fundo a fundo, a municípios e entidades privadas e conveniadas ao Sistema Único de Saúde (SUS), para construções e aquisição de equipamentos, visando o benefício do cidadão. Com relação a nova sede do SAMU, Nardi informou que a prefeitura apresentou o projeto arquitetônico necessário para a construção e que, depois de feita a licitação e iniciada a primeira etapa das obras, serão liberados os recursos.

“Londrina já conta com um serviço aeromédico à disposição da comunidade e agora passa a ter todo o aparato necessário em construção, equipamentos e unidades móveis e avançadas para que, ainda mais, junto à central de regulação, possa estar de fato se efetivando como o segundo maior serviço de atendimento móvel de urgência do Estado”, enfatizou o secretário.

Já o prefeito Marcelo Belinati salientou que os anúncios fazem parte do Programa Reestruturação da Saúde Pública de Londrina, que incluem recursos do governo estadual, federal e municipal, para reestruturar toda a atenção primária em saúde de Londrina. Ele lembrou que neste programa estão inseridos a reforma todas as UBSs da cidade - com troca de equipamentos e mobiliários - reforma e ampliação do Pronto Atendimento Infantil (PAI) e Maternidade Municipal, já iniciada, também com troca de mobiliários e equipamentos; a construção da nova sede do SAMU, que hoje o governo do Estado anunciou a liberação dos recursos, além de mutirões de saúde e construção do Centro Especializado de Reabilitação (CER), para atender pessoas com deficiência.

“Trata-se de um conjunto de medidas que visam reestruturar toda a parte física da saúde pública municipal. Também estamos buscando realocar recursos para que possamos contratar novos profissionais, pois de nada adianta contarmos com prédios, equipamentos e móveis novos se não tivermos o profissional para atender as pessoas. Estamos concentrando todos nossos esforços para fazer este que é o maior programa de reestruturação da saúde pública da cidade de Londrina”, afirmou.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, confirmou que os recursos garantidos pelo governo do Estado ajudarão na reestruturação da saúde pública, já iniciada na gestão do prefeito Marcelo Belinati. “Em breve também estaremos recebendo mais uma ambulância nova, que deixaremos à disposição da Maternidade Municipal, somando-se a outras 14 ambulâncias que temos hoje para o SAMU”, contou. Sobre a Maternidade, Machado informou que as obras de reforma a ampliação já iniciaram. “O local contará com um novo centro cirúrgico, novo centro de parto humanizado, quartos equipados com aparelhos de ar condicionado, entre outras melhorias”, garantiu.

Farmácia do Paraná

A nova sede da Farmácia do Paraná passou a funcionar em novo endereço, na Rua Alameda Miguel Blasi, 76, centro.  Com uma estrutura mais ampla e adequada para o atendimento dos usuários, o novo espaço conta com mil metros quadrados, 14 guichês de atendimento e três consultórios farmacêuticos.   A unidade atende de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30, e é referência regional na distribuição de medicamentos de Alto Custo e Uso Contínuo pelo SUS, sendo a segunda maior farmácia pública do Paraná.   Ao todo, pacientes de 21 municípios são beneficiados com medicamentos gratuitos.

Também estivaram presentes na solenidade, a diretora do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), Suzan Alves; os vereadores Ailton Nantes e Jairo Tamura; o diretor da 17ª Regional de Saúde, José Carlos Moraes; o prefeito de Centenário do Sul e presidente da Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar), Luiz Nicácio; o coordenador Regional da Casa Civil, Adenauer Seressuela; o proprietário do estabelecimento onde está alocada a Farmácia do Paraná, Haissam Nasser, entre outras autoridades.

Dayane Albuquerque/NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios