Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Workshop realizado durante a Semana da Inovação reuniu líderes para debater o papel que eles exercem no desenvolvimento da cidade

Os representantes das oito governanças que compõem o ecossistema de inovação de Londrina participaram de um workshop para discutir o papel que as lideranças exercem no desenvolvimento local. No evento “O líder e o seu papel no ecossistema de inovação de Londrina”, aproximadamente 100 líderes foram convidados a olhar para o futuro e elencar os principais desafios que a cidade tem pela frente. O encontro foi promovido pelo Sebrae/PR, de forma virtual, durante a Semana da Inovação de Londrina.

O Planejamento do Ecossistema de Inovação foi elaborado pelos pesquisadores da Fundação CERTI a partir da análise da vocação e potencial do município, e do levantamento de oportunidades e tendências de mercado. O documento traçou um plano de ação de médio e longo prazo para fomentar o desenvolvimento local a partir da inovação em cinco áreas prioritárias: saúde, agronegócio, tecnologia da informação e comunicação (TIC), químico e materiais, e eletrometalmecânica.

Os setores de turismo, audiovisual e construção civil, que também apresentam forte potencial de inovação e representatividade em Londrina, foram incluídos no ecossistema posteriormente. Cada área ganhou uma governança própria, formada por empresários, entidades, pesquisadores e academia, que se reúne de forma periódica para discutir estratégias de crescimento e desenvolvimento.

O primeiro ciclo de crescimento de Londrina se deu pela produção de café, décadas atrás. De lá para cá, a cidade se desenvolveu e novas demandas surgiram. Hoje, o município tem na inovação, por meio dos setores potenciais da economia, a propulsora do crescimento. Essa trajetória foi lembrada no evento com as lideranças, que foram convidadas a pensar, em conjunto, os próximos desafios e qual o papel que os líderes exercem nesse novo cenário.

O gerente regional do Sebrae no norte do Paraná, Fabrício Bianchi, diz que o evento foi importante, pois reuniu as lideranças do ecossistema de inovação para participar de um momento de reflexão sobre os avanços que a cidade teve nos últimos anos, desde a entrega do planejamento estratégico elaborado pela Fundação CERTI, e também pensar os próximos passos de forma construtiva e coletiva. “Foi um avanço para o ecossistema em termos de maturidade”, completa.

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil), Fernando Moraes, o encontro foi positivo e revelou que a cidade tem se consolidado como um forte polo em inovação. “Com o ecossistema fortalecido, Londrina vai conseguir atrair muitas empresas”, projeta. Para ele, o workshop foi interessante, também, para que as lideranças pudessem conhecer mais a fundo como cada setor tem avançado.

Asimp/Sebrae/PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios